O diretor do Departamento de Novas Outorgas e Políticas Regulatórias Portuárias do governo federal, Fábio Teixeira, tem se reunido com o setor empresarial para discutir o processo de concessão dos portos. “Donos de cargas não querem saber se o porto é púbico ou privado, mas se é eficiente”, afirmou.

Os portos que devem entrar no processo de concessão são de São Francisco do Sul, Imbituba e Laguna. Para o governo, a ideia é de que a concessão torne os portos menos burocráticos, para que se tornem um ambiente de negócios, o que aumentará a sua competitividade.

Sobre o tópico, a Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) tem se posicionado desde a edição da primeira Agenda Estratégica para o Transporte e a Logística Catarinense de forma bastante favorável à gestão privada dos portos e a concessão principalmente das operações.

Segundo a entidade, as autoridades portuárias devem adotar modelo de administração autônoma, com governança corporativa, gerida por técnicos responsáveis pelos resultados e desempenho.

A entidade defende a concessão dos portos de São Francisco, de Imbituba e de Itajaí, que está em um estágio avançado do processo de privatização. O posicionamento da Fiesc foi repassado pelo vice-presidente da entidade para o Vale do Itapocu, Célio Bayer.

Comércio

O comércio varejista ampliado de Santa Catarina como o quinto maior crescimento do País, +10,5%. É o melhor desempenho do Sul do Brasil. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgada nesta quarta-feira (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Academias

As academias estão no grupo de atividades mais afetadas pela crise sanitária no Brasil. Metade delas está com dívidas em atraso. É o que mostra a 11ª edição da Pesquisa de Impacto da Pandemia de Covid-19 nas Micro e Pequenas Empresas, realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Guedes

O ministro da Economia Paulo Guedes, defendeu na quarta-feira (7) mais uma vez o pagamento de imposto pelos mais ricos. Em audiência pública na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, ele reiterou o apoio à tributação dos dividendos (parcela do lucro das empresas distribuídas aos acionistas e sócios) em 20%.

Inflação na construção

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), registrou inflação de 2,46% em junho deste ano. É a maior taxa mensal da série histórica iniciada em 2013.

Produção

A produção industrial cresceu em 11 dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de abril para maio deste ano. Os principais destaques ficaram com os estados de Goiás (4,8%), Minas Gerais (4,6%), Ceará (4,4%) e Rio de Janeiro (4,3%). Santa Catarina teve o menor crescimento dentre os 11 locais: 0,1%.

Safra

A safra brasileira de grãos, cereais e leguminosas deve alcançar o recorde de 258,5 milhões de toneladas em 2021, segundo a estimativa de junho do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgada na quinta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A estimativa teve o terceiro recuo seguido.

Falando na Safra...

A projeção oficial vem pouco menos de duas semanas depois que o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo operava com projeção de safra "acima de 300 milhões de toneladas". A projeção do presidente, em seu mínimo, é 16,05% maior que do IBGE. Otimista.

IRPF do Bem

Foto: Divulgação/Fiesc

A Fiesc, por meio da vice-presidência regional do Vale do Itapocu, repassou na terça-feira (6) às direções dos hospitais São José e Jaraguá cheques referentes a recursos oriundos de doações feitas por colaboradores do Sistema Fiesc, que redirecionaram parte do Imposto de Renda de Pessoas Físicas a projetos sociais.

Sala do Empreendedor

Divulgação/Prefeitura de Guaramirim

A Sala do Empreendedor de Guaramirim, vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, entregou nesta semana o primeiro alvará de funcionamento que teve o envolvimento da equipe para realização.

O munícipe Humberto Vaz Raiter recebeu o acompanhamento e auxílio da Sala do Empreendedor em todo o processo de abertura do alvará até a sua efetivação.