Os 50 anos da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC) foram comemorados em sessão especial promovida pela Assembleia Legislativa, na noite de segunda-feira (12), no Palácio Barriga Verde. O evento, proposto pela Mesa Diretora do Parlamento, reuniu representantes da entidade de todo o Estado e contou com homenagens para personagens históricos da federação que está presente em 242 municípios catarinenses.

Udo Wagner, que já presidiu a FCDL/SC e a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Jaraguá do Sul, falou em nome dos demais homenageados. Segundo ele, o associativismo é fundamental para o desenvolvimento social e econômico do Estado. “Somos mais de 200 municípios, com mais de 40 mil associados. O bom atendimento e o treinamento fazem a diferença para a pessoa ser um lojista bem desenvolvido. A federação desempenhou e desempenha o seu papel como agregadora das CDLs. Ela interiorizou o movimento que, por um tempo, estava mais no litoral, mas hoje está em todas as regiões”, argumentou.

Para Wagner, a atuação das CDLs é baseada no trabalho voluntário, que é “a essência do cidadão catarinense”. O ex-presidente citou também que o resultado “é espetacular e, sem dúvida, a FCDL é a entidade mais bem sucedida no país” dentro do associativismo. “Isso tem muito a ver com nossos antepassados europeus, alemães, italianos, poloneses, húngaros, que sabiam da importância do associativismo. Nós os copiamos com muita alegria e hoje temos o mais amplo sucesso possível”, contou.

Em relação aos resultados, Udo Wagner disse que, por muito tempo, a indústria era a mola propulsora do desenvolvimento. Mas com o fortalecimento do comércio varejista, o setor orientado pela FCDL, junto com a prestação de serviços, está “ultrapassando o parque industrial em nível de receita”. De acordo com a instituição, os micro e pequenos empresários representam 96% dos empreendimentos associados às CDLs, dos quais 90% são constituídos por empresas familiares. “São entidades familiares que agregam seus colaboradores em uma atividade extremamente democrática”, concluiu.

Homenageados:

  • Ivan Roberto Tauffer, presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina;
  • Lindomar Cardoso Tournier, fundador e ex-presidente da CDL de Tubarão;
  • Raul Roberto Weiss (in memoriam), vice-presidente de Assuntos Públicos e Políticos da FCDL/SC na gestão 2018 a 2022 e ex-presidente da CDL de Palhoça;
  • Moacir Zat, ex-presidente da CDL de Concórdia;
  • Moacyr Pereira Oliveira (in memoriam), primeiro presidente e fundador da FCDL/SC;
  • Udo Wagner, ex-presidente da CDL de Jaraguá do Sul e ex-presidente da FCDL/SC.

Correios

O presidente dos Correios Floriano Peixoto, falou na segunda-feira (12), em entrevista ao programa A Voz do Brasil, sobre a negociação salarial aprovada pela empresa e que já está em vigor. O reajuste só foi possível, explicou Floriano Peixoto, graças ao expressivo resultado positivo apresentado pela empresa no ano passado. “Alcançamos o melhor resultado financeiro dos últimos 22 anos: um lucro de R$ 3,7 bilhões”, informou.

Poços

Em decisão com mais de mil páginas, o juiz da Vara Criminal da comarca de Concórdia condenou empresários e funcionários públicos envolvidos em fraudes a licitação, corrupção e organização criminosa, investigados na operação Fundo do Poço. A operação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado de SC, em 2013.

Indústria

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) subiu três pontos e alcançou o nível mais elevado desde agosto de 2021. É o segundo mês consecutivo de melhora da confiança do setor, de acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Em setembro, o Icei ficou em 62,8 pontos. “Ao permanecer acima da linha divisória de 50 pontos, o indicador demonstra que a indústria segue confiante”, explicou a CNI.

FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, criado em 13 de setembro de 1966, completou 56 anos nesta terça-feira. Com ativos totais de R$ 613,5 bilhões, dos quais R$ 408,8 bilhões estão aplicados em operações de crédito, sendo R$ 368,2 bilhões na área de habitação, o FGTS alcançou, no ano de 2021, o patrimônio líquido de R$ 118,3 bilhões.

Serviços

O volume de serviços no país registrou crescimento de 1,1% em julho, na comparação com o resultado de junho deste ano. Essa é a terceira alta consecutiva do indicador, que hoje está 8,9% acima do patamar de fevereiro de 2020, ou seja, do período pré-pandemia de Covid-19. No entanto, o setor ainda está 1,8% abaixo de seu patamar recorde, atingido em novembro de 2014.