Apesar de avanços consideráveis nos últimos anos, o mercado de trabalho adentra 2020 ainda profundamente desiguais.

Segundo uma pesquisa da consultoria Lee Hecht Harrison (LHH), em parceria com a HR People + Strategy, apenas um quarto dos cargos de liderança no mundo são ocupados por mulheres, que seguem, estatisticamente, recebendo menos que seus pares.

Segundo um estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as trabalhadoras ganham, em média, 20,5% menos que os homens no país.

O dado tem, de forma recorrente, sido erroneamente considerado como pagamento menor pela mesma função e mesma carga horária - e não, como de fato é, uma disparidade em termos de cargos de liderança, horas-extras, bonificações e outras disparidades que se acumulam estatisticamente.

O fato é que faltam oportunidades e falta reconhecimento - o que resulta em menos mulheres em cargos elevados, de maior remuneração - e uma sobra da imposição da chamada jornada dupla: as "responsabilidades do lar", que impedem muitas mulheres de assumir horas-extras, e por extensão receberem bonificações por serviço prestado, o que agrava as disparidades.

Sem entender as raízes do problema - ou se recusando a vê-las - temos estados americanos com a Califórnia aprovando leis "ditando salário igual por cargo igual", ignorando que a disparidade não está no salário em si: está nos adicionais - enquanto pouco, ou nada fazem para corrigir o problema na raiz cultural e na privação de oportunidades - apenas tapam o sol com a peneira.

Lunelli na Colombiatex

O Grupo Lunelli, de Guaramirim, anunciou na última semana que vai participar novamente da Colombiatex, considerado a mais importante feira do setor têxtil na América Latina.

O evento ocorre entre os dias 21 e 23 em Medellín, apresentando novidades em tecidos e estampas.

Entre os lançamentos levados pela empresa para a Colômbia está a coleção de estamparia digital ‘Flores para Iemanjá’.

"Ela alia o frescor da brisa do mar com florais leves, folhagens tropicais e elementos marítimos, como conchas, corais e animais marinhos", informa a empresa.

Meeting Comex

A Associação Empresarial de Joinville (Acij) abriu nesta segunda-feira a venda de ingressos para a Meeting Comex, evento organizado pelo Núcleo de Negócios Internacionais da entidade.

Considerado o maior evento do tema na região Sul, o evento está em sua nona edição, com programação voltada para empresários, profissionais e estudantes do segmento de mercado.

Curso para conselheiros

Curso inédito na região para a formação de Conselheiros de Administração é uma das opções para empreendedores da região no primeiro trimestre de 2020.

Realizado em parceria da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs), Católica de Santa Catarina e PUC-PR, o curso é destinado a quem busca qualificação para atuar como membro de conselhos de administração de médias e grandes organizações.

R$ 20 bilhões

À exceção das atividades econômicas ligadas ao turismo, o comércio nacional deve ter neste ano prejuízo de cerca de R$ 19,6 bilhões com os feriados que caem em dias úteis, 12% a mais que as perdas registradas em 2019, que ficaram em torno de R$ 17,4 bilhões.

A estimativa foi divulgada na última sexta-feira (17) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

A entidade diz que os feriados em dias úteis reduzem o nível de atividade do comércio que, por outro lado, pode enfrentar aumento dos custos de operação.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger