A Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) e a Celesc terão uma atuação conjunta na identificação das demandas de energia elétrica no setor industrial catarinense. A cooperação foi definida em reunião entre os presidentes das duas entidades, na terça-feira (6).

“Faremos um levantamento com os maiores consumidores industriais sobre a perspectiva de crescimento da demanda de energia, para que a Celesc possa se preparar para o fornecimento”, afirmou o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar.

Segundo Aguiar, a Celesc procurou a entidade preocupada com a expansão do consumo de energia no Estado. "Quer fornecer energia da forma necessária, para evitar evasão de investimentos no estado devido à falta do insumo", comentou.

A estatal foi convidada também a expor seus planos de investimentos e a composição da tarifa de energia elétrica nas reuniões de diretoria da Federação das Indústrias e da Câmara de Energia da Fiesc.

 

 

Carro forte

Foto: Divulgação/WEG/Protege

O primeiro carro-forte 100% elétrico do mundo foi lançado neste mês e irá operar sem emissão de poluentes, equipado pela WEG, com o sistema Powertrain. O protótipo foi concebido pelo Grupo Protege em parceria com a Eletra, responsável pela engenharia, integração e desenvolvimento do projeto.

Feira de Armas

A cidade de Joinville irá sediar em agosto a primeira feira de armas do País, nos dias 19 a 21 de agosto de 2021 no Centro de Convenções e Exposições Expoville. O evento tem o objetivo de abranger os diversos nichos do setor de armas do Brasil, entre fabricantes, importadores e lojistas.

Golpe bilionário

Centenas de usuários deixaram de ter acesso a suas contas em uma corretora de criptomoedas sul africana depois que o bitcoin atingiu sua máxima histórica, em abril de 2021, no que pode ser o maior golpe financeiro envolvendo a moeda. Ao todo, teriam sumido quase 69 mil bitcoins, cotados em quase US$ 4 bilhões. As informações são da BBC.

Gás

A Petrobras anunciou na terça-feira (6) um aumento de 7% no preços de venda de gás natural para as distribuidoras, entrando em vigor no dia 1º de agosto.

Comércio

O comércio varejista nacional teve alta de 1,4% em seu volume de vendas na passagem de abril para maio deste ano. Essa é a segunda alta consecutiva do indicador, que já havia subido 4,9% de março para abril.

Crédito

Uma Medida Provisória (MP) que cria o Programa de Estímulo ao Crédito (PEC) foi publicada na quarta-feira (7) no Diário Oficial da União. A nova MP tem como alvo apenas micro e pequenas empresas, produtores rurais e microempreendedores individuais, sejam pessoas físicas ou jurídicas, com receita bruta anual de até R$ 4,8 milhões.

Repúdio

O Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina emitiu, na terça-feira (6), nota em que se posiciona a respeito do curso “Reforma Agrária Popular, Agroecologia e Educação do Campo: alimentação e educação no enfrentamento ao agronegócio e às pandemias”, lançado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Inflação

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) teve inflação de 0,11% em junho deste ano. A taxa é inferior ao observado no mês anterior (3,40%). Com o resultado, o indicador nacional acumula taxas de inflação de 14,26% no ano e de 34,53% em 12 meses, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Dividendos

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu na quarta-feira a tributação de dividendos como forma de reduzir os impostos pagos pelas empresas e pelos assalariados, ao comentar um dos pontos polêmicos da nova fase da reforma tributária enviada recentemente ao Congresso. As informações são da Reuters.

Em audiência na Câmara, Guedes argumentou que o Brasil é um país de renda baixa, em que 75% dos trabalhadores recebem menos de R$ 1,5 mil por mês.