O Conselho das Federações Empresariais de SC (Cofem) enviou ofício ao presidente do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) Daniel Vinícius Netto, defendendo celeridade na análise dos pedidos de instalação de antenas de telefonia móvel.

No documento, o setor produtivo destaca que a falta de cobertura está relacionada, principalmente, à burocracia no processo de licenciamento ambiental para a instalação de antenas. De 2014 a junho de 2020 foram encaminhados ao IMA cerca de 3,1 mil pedidos de licenciamento para antenas de telecomunicações, sendo que o tempo médio para concessão da licença para esta atividade, em 2020, foi de 308 dias.

“A morosidade na instalação de antenas é um dos gargalos na ampliação da cobertura da rede 4G em Santa Catarina, e, fatalmente, retardará a instalação da tecnologia de quinta geração que entra em fase de instalação já no primeiro semestre de 2022”, diz o texto do ofício.

Atualmente, apenas 12% dos municípios possuem mais de 75% da sua área atendida. Quanto à área de cobertura, 192 municípios (65% do total) registram menos de 50% da área coberta de 4G.

Em termos de população, 45 municípios catarinenses têm menos de 50% de sua população atendida com o serviço de telefonia móvel, sendo que seis deles não atingem 25% da cobertura populacional com rede 4G.

Ainda no ofício, o Cofem destaca que a qualidade na prestação de serviços é inferior às metas definidas e monitoradas pela Anatel. Em 2021, até novembro, uma média de 14,6% das metas não foram cumpridas pelas operadoras dos serviços, sendo que no critério de atendimento o resultado é ainda pior, chegando a 81,1% das metas não cumpridas.

“Esse panorama geral mostra o nível de desigualdade e o baixo desempenho do serviço de telefonia móvel 4G no estado, condição que pode comprometer e desacelerar o desenvolvimento econômico e social”, ressalta o texto.

Havan

O empresário Luciano Hang vai inaugurar no dia 1º de abril a loja de número 170 da Havan, em São Bernardo do Campo (SP). Trata-se da cidade no ABC Paulista onde despontou a carreira política do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) na liderança sindical.

A rede de varejo está presente em 21 dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. O investimento é de R$ 60 milhões para uma sede de 20 mil metros quadrados de área construída.

Campus Party

A Campus Party Brasília (CPBSB) começa nesta quarta-feira (23) e vai até 27 de março no Estádio Mané Garrincha. O festival de inovação, criatividade, ciências e empreendedorismo é realizado em parceria com o governo do Distrito Federal e trará ao público palestras sobre internet das coisas, blockchain (empresa de serviços financeiros de criptomoeda), cultura maker (qualquer pessoa consegue construir, consertar ou criar seus próprios objetos) e empreendedorismo.

Copom

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central disse que o conflito entre Rússia e Ucrânia e o choque de oferta de preços de commodities (produtos primários, com cotação internacional) levam ao aumento da incerteza em torno do cenário econômico mundial, com "potencial de exacerbar as pressões inflacionárias".

O comitê indicou, em ata da reunião realizada na semana passada e divulgada nesta terça-feira (22), que deve aumentar novamente a taxa básica de juros, a Selic, em um ponto percentual no próximo encontro, no início de maio.

Agro

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) reduziu sua previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário brasileiro. A estimativa de alta do valor adicionado recuou de 2,8%, segundo a previsão divulgada em dezembro de 2021 pelo Ipea, para 1%, de acordo com os dados divulgados na terça-feira (22).

Impostos

Até o fim do ano, o etanol e seis alimentos não pagarão imposto para entrarem no país. A redução a zero das alíquotas foi anunciada na segunda-feira (21) pelo Ministério da Economia, após reunião extraordinária do Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex).

A medida beneficia os seguintes alimentos: café, margarina, queijo, macarrão, açúcar e óleo de soja.

Telegram

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, convidou Pavel Durov, diretor-executivo do aplicativo de mensagens Telegram, para uma reunião na próxima quinta-feira (24). O ofício foi enviado também ao representante da plataforma no Brasil, o advogado Alan Campos Elias Thomaz.