A revista com a terceira edição da prestação de contas do governo Antídio Lunelli (MDB) está pronta e deve começar a ser entregue na próxima semana, após o período eleitoral. Ao todo, 80 mil exemplares foram impressos.

O material detalha as contas do município no primeiro semestre de 2018, fazendo uma relação entre arrecadação e despesas, além de comparar com o mesmo período de anos anteriores.

Entre as fontes próprias, destaque para o crescimento da arrecadação do IPTU, de R$ 25 milhões no ano passado para R$ 33 milhões este ano, graças à atualização da planta genérica de valores. Entre os repasses constitucionais, o ICMS continua em queda, embora agora menos acelerada.

O município chegou a receber no primeiro semestre de 2015 R$ 81 milhões do imposto, número que caiu para R$ 73 milhões em 2016, marca repetida em 2017 e, no acumulado de janeiro a julho deste ano, o montante foi de R$ 72 milhões.

A revista também traz dados sobre os gastos com materiais e manutenção. A conta de varrição e coleta de lixo é a mais salgada, de R$ 6,8 milhões, depois vem a energia elétrica, com despesa de R$ 4 milhões no primeiro semestre do ano. A iluminação pública custou no período outros R$ 3 milhões.

No item estrutura administrativa, o número total de servidores teve queda, eram 4.111, em 2015, contra os 3.819 atuais.

Lunelli sempre discursou criticando o que chama de máquina inchada, não realizou e nem deve fazer concurso público para substituir os cargos administrativos que ficaram vagos em função da aposentadoria de servidores.

Os cargos comissionados também tiveram redução, de 174, em 2011, para 103, em 2018.

Lunelli tem dito que a revista, entregue em todas as residências, é a prova do compromisso do seu governo com a transparência.

Em vídeo divulgado ontem nas redes sociais, o prefeito pede que os munícipes avaliem os dados e façam suas sugestões.

Incentivo à plantação

O prefeito em exercício de Guaramirim, Osvaldo Devigili, participou da entrega de adubos a um dos agricultores que participam do Programa da Palmeira Real.

Ao todo, serão entregues de cerca de 900 sacos de adubo para 52 produtores da palmácea que estão inscritos no programa realizado desde o ano passado.

A iniciativa promoveu uma série de capacitações sobre adubação, manejo e plantio da palmeira real, além de visita a campo e troca de experiências entre os produtores.

O objetivo do governo é de incentivar e ampliar o cultivo da planta, já que a cidade é considerada a “Capital Catarinense da Palmeira Real”.

Disputa pela presidência

O clima anda tenso entre os vereadores do MDB em Guaramirim. A eleição para presidência da Câmara é o motivo da discórdia.

De um lado, Hélio Luiz Heineck entende que é sua vez de ocupar a cadeira. De outro, Lizeu Wisotscki começa a montar chapa com ajuda de Charles Longhi.

Até agora, Osni Bylaardt não se manifestou. O PP também não.

Procurado, um dos vereadores da base disse apenas que o acordo, firmado em 2016 e que previa um revezamento entre emedebistas e pepistas no comando da Casa, será mantido.

Inquérito arquivado

O Ministério Público arquivou inquérito que apurava procrastinação dos parlamentares da legislatura anterior, com objetivo de adiar a votação da cassação de mandato de José de Ávila.

O vereador acabou cassado em dezembro de 2016, mas a decisão não foi dos seus pares que, após três meses, não conseguiram definir uma punição para o então presidente da Câmara.

Ávila foi afastado por ordem judicial, pois foi condenado pela Justiça por vender medicamentos proibidos no Brasil e sem registro da Agência Nacional de Vigilância em Sanitária (Anvisa).

Turismo regional

O secretário de Turismo de Corupá Juliano Millnitz, palestrou ontem durante o 7º Meeting de Turismo, em Florianópolis.

Juliano falou sobre o Consórcio Quiriri e os trabalhos em prol do turismo regional que envolve os municípios de Corupá, São Bento do Sul, Rio Negrinho e Campo Alegre.

Entre os programas já em funcionamento estão o circuito de ciclismo e o Acolhida na Colônia.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?