Preocupado com a queda do percentual do lixo enviado à reciclagem desde a suspensão da distribuição do ‘saco’ verde, - o índice registrado de 23,7% em dezembro caiu para 12,8% em março, - o presidente da Fujama, Leocádio Silva, recebeu sinalização positiva das grandes redes de supermercado instaladas em Jaraguá do Sul interessadas em adotar a causa da sustentabilidade. Representantes do Angeloni, Cooper e Top manifestaram interesse em aderir ao Recicla Jaraguá oferecendo aos consumidores uma sacolinha verde, além da tradicional já utilizada pelas redes. A ideia dos supermercados é, inclusive, levar a proposta para outras cidades do Estado tendo o projeto desenvolvido em Jaraguá do Sul como modelo. Além disso, as próprias cooperativas de recicladores avaliam trocar parte do material por sacolas da cor do programa que seriam distribuídas aos moradores como forma de aumentar o índice de lixo enviado a eles. Os números comprovam a queda no primeiro trimestre deste ano e os números preliminares indicam que em abril a situação foi ainda pior. De uma média de 7% de lixo destinado à reciclagem, registrado antes da implantação do programa, o percentual chegou ao recorde de 23,7% em dezembro do ano passado, perto dos 30% considerados o índice máximo de material. Cidades como Joinville e Blumenau reaproveitam apenas 3% dos resíduos. Estimativas mostram que além da proteção ao meio ambiente e da geração de renda aos recicladores e a toda uma cadeia envolvida no processo, a Prefeitura economizou cerca de R$ 4 milhões desde o início do Recicla Jaraguá, em 2013, com a diminuição dos valores pagos para enviar o lixo ao aterro sanitário. Uma ideia simples e bem sucedida como o Recicla Jaraguá precisa ter continuidade, embora as pessoas não possam ficar condicionadas em fazer a sua parte apenas quando recebem um incentivo, até porque não deveria ser preciso motivação maior do que garantir o futuro do meio ambiente.

* * *

Reinke anfitrião

13071951_10209436312535287_6324564852838756554_o

Na abertura da Fecarroz, o prefeito de Massaranduba, Mario Fernando Reinke (PSDB), recebeu os prefeitos de Jaraguá do Sul e Guaramirim, Dieter Janssen (PP) e Lauro Fröhlich (PSD), e assessora parlamentar do deputado federal Marco Tebaldi, Denise Bettoni (PSDB).

* * *

Schützenfest de 2016 

A Fundação Cultural vai realizar entre maio e junho uma mesa redonda para debater a Schützenfest deste ano. A ideia é colher opiniões sobre o que está bom e sobre o que ainda pode melhorar. A proposta de fazer a comunidade decidir os rumos da Festa dos Atiradores teve grande sucesso em 2015, com a mudança do formato do evento e da data. “Acertamos a mão, então para esse ano já temos a cara da festa. Pretendemos repetir o feito do ano passado, consertando algumas coisas que possam ser melhoradas, mas criamos aquela Schützen que a comunidade sentia falta”, diz o presidente da Fundação, Sidinei Lopes.

* * *

Sem repasse 

Irregularidades no registro de profissionais fizeram o governo federal suspender o repasse de recursos para Prefeitura de Guaramirim para manutenção de agentes comunitários da saúde e uma equipe de saúde da família (ESF). Procurada, a assessoria de imprensa da Prefeitura ficou de levantar o valor suspenso e os problemas.

* * *

Para educação 

A Prefeitura de Schroeder mantém até sexta-feira inscrições abertas para o Fórum Permanente de Educação Municipal. Do evento será composto um grupo de profissionais da rede pública e privada para fomentar políticas que melhorem o desempenho do setor no município.