A reforma administrativa vem sendo definida aos poucos pelo novo presidente da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, Pedro Garcia (PMDB), e seus companheiros de Mesa Diretora. A ideia inicial é ficar com somente uma das seis diretorias e transformar as outras cinco em gerências. Com isso, o salário dos escolhidos cairia de R$ 8,6 mil para R$ 6,7 mil aproximadamente. O impacto financeiro das mudanças levantadas ainda está sendo avaliado, diz Garcia, que ressalta a importância do poder público atuar em sintonia com os anseios da sociedade e apertar o cinto nesse momento de crise. linha azul Outras mudanças A nova Mesa Diretora também avalia a mudança de horário de funcionamento da Câmara. A Casa abre atualmente nas segundas, quartas e sextas de manhã e nas terças e quintas somente a tarde. A ideia é ter um horário só. As sessões podem permanecer às 15h ou mudar, inclusive para de manhã, como acontece em muitas cidades. As audiências públicas e solenes continuariam a acontecer à noite. linha azul Tassi: pé no chão Apesar da situação econômica relativamente confortável em relação aos outros municípios, o prefeito de Massaranduba, Armindo Sesar Tassi (PMDB) diz que começa o governo com o pé no chão, enxugando gastos para manter a qualidade dos serviços prestados. A ideia é trabalhar com uma equipe reduzida até março, quando uma avaliação criteriosa das necessidades e realidade financeira será feita. Tassi recebeu a equipe do OCP ontem no gabinete e mostrou alívio com o fim da batalha judicial em torno das eleições.  Também elogiou o antecessor, Mario Fernando Reinke (PSDB), com quem disse ter aprendido muito. linha azul Sem nepotismo Com cópia do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmada em 2008 com Ministério Público na mesa, Tassi garante que fará um governo sem nepotismo e diz que já avisou sobre a decisão aos vereadores. linha azul Nova nomeação Ex-presidente da CDL, o empresário Neivor Bussolaro foi nomeado para ocupar o cargo de diretor de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Jaraguá do Sul. Será subordinado ao vice-prefeito e secretário Udo Wagner (PP), que promete inovar e desburocratizar o setor. linha azul Na capital Com agenda marcada na Fatma e no BRDE na terça-feira, o prefeito de Guaramirim, Luis Chiodini (PP) também pretende prestigiar a posse de Vicente Caropreso (PSDB) na Secretaria de Saúde. Aproveitará o momento para apresentar algumas demandas da cidade. Um dos objetivos do pepista é triplicar o atendimento no PA e adequar o hospital municipal. Pelo levantamento, seriam necessários cerca de R$ 600 mil. linha azul