A definição sobre a nova tarifa dos táxis deve sair na próxima semana, segundo estimativa do secretário de Urbanismo, Ronis Bosse. O valor está em debate depois que representantes do setor pediram a reposição da inflação referente a 2015, que gira em torno dos 11%. “Estamos discutindo a questão para ver se conseguimos viabilizar esta demanda”, afirmou Bosse. Por enquanto, a Secretaria ainda não tem uma estimativa a respeito de quanto deve ficar o valor, uma vez que a decisão depende do parecer das diversas pastas envolvidas, como a Diretoria de Trânsito e a Controladoria Geral do município.

* * *

Legislação ainda em análise

Quanto à lei que deve regulamentar o serviço de táxi na cidade, ainda não há previsão para a finalização dos trâmites jurídicos. Segundo o secretário Ronis Bosse, o texto continua com o setor jurídico, onde está sendo feita a formatação geral do projeto. O texto foi construído após dois anos de trabalho com a Associação de Taxistas de Jaraguá do Sul e com a Associação de Motoristas Autônomos da Região do Vale e deveria ter sido encaminhado para a Câmara de Vereadores em setembro do ano passado.

* * *

Mais de mil cadastros

O processo eleitoral digital está ganhando cada vez mais adeptos em Jaraguá do Sul. Segundo dados de ontem do Cartório Eleitoral, 1.018 pessoas já fizeram o cadastramento biométrico no município entre fevereiro e o começo de abril. Além disso, desde que o sistema foi oficialmente implantado, no final de janeiro, a emissão de títulos de eleitor quase triplicou. Antes, a média era de 60 títulos emitidos por dia, número que passou para uma média de 150. Em Jaraguá do Sul, o cadastramento biométrico não é obrigatório para quem já possui título de eleitor, mas os novos títulos são emitidos utilizando o sistema. Atualmente, o município conta com um total de 112.688 eleitores, cerca de seis mil a mais do que em 2012, ano da última eleição municipal.

* * *

Recorde 

Presidente da Fundação Municipal de Esportes, Jean Leutprecht (PCdoB), acumulando a Secretaria de Assistência Social é surpresa na lista divulgada ontem pelo prefeito Dieter Janssen. Os outros nomes, como a coluna havia adiantado, são de dois servidores de carreira. Sidnei Lopes, chefe de gabinete, passa a responder também pela Fundação Cultural, e Ivan Wolter, servidor de carreira, é o novo Secretário de Obras. Com isso, 50% dos cargos do primeiro escalão do governo são ocupados por servidores públicos. Um recorde histórico que não agrada muito os partidos aliados a Dieter.

* * *

pagina 4asasas