Cansado de ouvir promessas e tentando encontrar uma solução, o prefeito Dieter Janssen (PP) acionou os deputados federais Espiridião Amin (PP) e Mauro Mariani (PMDB), além do senador Paulo Bauer (PSDB), pedindo auxílio na reivindicação pela finalização das obras do viaduto da Waldemar Grubba. “A situação está insustentável, a obra está praticamente pronta. Temos que resolver esse impasse”. Ontem, de Brasília, o presidente do Fórum Parlamentar Catarinense, o senador Dalírio Beber (PSDB) também prometeu auxiliar na busca de uma saída. Beber anunciou que terá uma agenda no Ministério dos Transportes e tratará da obra como prioridade. Amin também já atendeu pedido do prefeito e correligionário e encaminhou ofício ao ministro Maurício Quintella Malta Lessa, ressaltando a necessidade de providências visando a efetiva conclusão do viaduto. A carta destaca que faltam apenas R$ 300 mil para a conclusão da obra e, por isso, pede providências. Em janeiro deste ano, a Prefeitura notificou extrajudicialmente o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes) cobrando a inauguração da estrutura o que, inicialmente, estava previsto para setembro de 2014. De lá para cá, seis prazos dados através da imprensa foram descumpridos. O descaso está sendo avaliado pelo Ministério Público Federal que não descarta abrir uma ação civil pública contra o DNIT e a empresa responsável. O último entrave para a conclusão da obra envolve um pedido de reajuste de R$ 200 mil feito pela empresa EPT Engenharia e Pesquisas Tecnológicas, ao DNIT. Segundo a empreiteira, o realinhamento é necessário para suprir o aumento nos custos do asfalto, que teria subido 92% desde o início do contrato. A demanda terá que ser analisada pelo Tribunal de Contas da União, o que não tem prazo para acontecer. É a burocracia e a falta de agilidade no setor público que parecem imperar. Entretanto, toda pressão é bem vinda.

* * *

Renegociação   Senador e presidente do Fórum Parlamentar Catarinense Dalírio Beber (PSDB) esteve ontem com a comitiva de rizicultores de Massaranduba, em Brasília. Disse estar otimista com a possibilidade de renegociação das dívidas dos produtores que tiveram queda de até 80% na safra em função do clima.

* * *

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Parceria   O vereador João Fiamoncini esteve com o deputado estadual Kennedy Nunes, de Joinville, na Assembleia Legislativa. Os parlamentares trabalham em parceria nos projetos e temas de relevância para Jaraguá do Sul. O deputado também será um parceiro do vereador no seu projeto de reeleição, agora pelo PSD.

* * *

ICMS para agricultores   Mais uma vez o vereador Eugênio Juraszek (PP) saiu em defesa dos agricultores catarinenses. Segundo ele, os trabalhadores rurais estão enfrentando muitas dificuldades por falta de incentivo dos governos federal e estadual. A falta de milho no mercado interno é o novo obstáculo a ser enfrentado. “É triste ver os frangos nas granjas bebendo apenas água. Não tem milho para alimentar esses animais. O governo só se preocupou em exportar e não viu que ia faltar milho aqui. Por conta disso, as famílias do interior vão sofrer para vender sua produção e as famílias da cidade também vão sofrer para comprar frango, pois vai ficar mais caro”, lamentou. Juraszek sugere que o governo estadual revise o ICMS cobrado dos agricultores. O parlamentar irá apresentar uma moção de apelo aos deputados estaduais e federais na tentativa de encontrar uma solução.

* * *

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Convênio   Capitão Veloso, responsável pela 1ª Cia do 14º BPM, Victor Danich, diretor de JaraguaTec, Rogério Vonk, comandante do 14º BPM, Maurício Henning, coordenador do Curso de Sistemas de Informação, e Diva Spezia Ranghetti, responsável pelo Projeto Comunitário da Católica SC, após a assinatura do convênio entre a Polícia Militar de Jaraguá do Sul e a Católica, que irá desenvolver um software para ajudar no controle dos presos do regime aberto de Jaraguá do Sul.

* * *

EM FOCO

• Sobre a polêmica levantada pelo vereador Jair Pedri (PSD), que sugere que a Prefeitura compre vacinas contra gripe para todas as crianças de cinco a 12 anos, o prefeito Dieter Janssen (PP) lembra que o Ministério da Saúde estipula um calendário que deve ser seguido, pois respeita as faixas etárias e é recomendado por especialistas. Dieter dá como exemplo a própria filha, de seis anos, que está fora do grupo prioritário e por isso não recebeu a dose. • Sobre a vacinação dos professores da rede municipal, o governo afirma que abriu uma licitação com proposito de comprar a medicação para todos os servidores, mas a concorrência foi deserta, ou seja, não houve interessados. • A bancada governista na Câmara de Massaranduba tem provocado o vereador Osnir Ronchi (PP) que disse que renunciaria ao cargo caso o prefeito Mario Fernando Reinke (PSDB) apresentasse a prestação de contas da Fecarroz, o que aconteceu. • O Ministério Público abriu inquérito para apurar denúncias de irregularidades no sistema de ensino em Corupá. O promotor responsável é Augusto Zanelato Júnior. • A partir da próxima segunda-feira, 50% do atendimento no Sine de Jaraguá do Sul deverá ser agendado através do http://www.jaraguadosul.sc.gov.br/extras/039. A ideia é implantar o sistema gradativamente até 4 de julho, quando, espera-se, 100% dos casos sejam agendados antecipadamente. A capacidade do Sine Jaraguá do Sul é de 70 senhas diárias.