Pleito dos rizicultores

Colunistas

Por: Patricia Moraes

sábado, 04:00 - 12/03/2016

Patricia Moraes
O movimento de apoio aos produtores de arroz do Vale do Itapocu, iniciado pela Avevi, e com adesão dos órgãos que representam o setor, tentam agendar uma audiência com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, para apresentar detalhes das perdas na safra na região e pedir o perdão das dívidas com financiamentos. A situação dos rizicultores, 90% se caracterizam como pequenos produtores familiares, é preocupante, a queda da produção chega a até 80% em função do clima.

* * *

Recapeamento 

O prefeito Dieter Janssen, o presidente do Samae, Ademir Izidoro, e o vereador Eugênio Juraszek, trio do PP, foram recebidos ontem pelo presidente da SC Gás, Cosme Polese. Eles foram reivindicar o recapeamento da Rua Angelo Rubini, danificada pelas obras de tubulação. O pleito será avaliado.

* * *

Pendurando a chuteira

Depois de dois mandatos de prefeito (2001/2004 e 2013/2016), além de um como vice no governo de Gregório Alois Tietz, Osvaldo Jurck (PSDB) diz que no fim desse ano vai “pendurar as chuteiras” como candidato a cargo eletivo. No PSDB, segundo Jurck, já há um nome de consenso para concorrer à sua sucessão. Trata-se do presidente da Câmara de Vereadores, Adriano Kath.  Porém, observa o chefe do Executivo de Schroeder, as conversas seguem “o que recomenda o bom senso, sem radicalismo, sem imposições”.

* * *

Curso de Engenharia Elétrica 

SONY DSC

Na terça-feira, a partir das 8h30, será realizada a aula magna do curso de Engenharia Elétrica do IFSC, no Câmpus Geraldo Werninghaus. O evento marca o início da primeira engenharia oferecida pelo Instituto Federal em Jaraguá do Sul. A aula será ministrada pelo presidente da Celesc, Cleverson Siewert, que irá conversar com os 40 estudantes do curso sobre eficiência energética, fontes renováveis e o panorama do mercado de energia no Brasil. O curso é gratuito e abre 40 vagas a cada semestre.

* * *

Cansou de esperar

Quando o assunto é a conclusão do asfalto da Rua Rio de Janeiro, que ligará o município à Rodovia do Arroz, em Guaramirim, o prefeito Osvaldo Jurck mostra irritação com o governador Raimundo Colombo (PSD). “Na campanha à reeleição ele prometeu liberar recursos para asfaltar os dois quilômetros restantes (de um total de seis quilômetros) e, até hoje, não deu nenhuma resposta”. Agora, o prefeito pretende ir diretamente ao Banco Regional de Desenvolvimento (BRDE) para concluir a obra. “Nosso endividamento (do município) é zero, portanto, temos crédito”, afirma. A via será um importante acesso ao município como uma alternativa para se evitar o trânsito do contorno viário da BR-280.

LEIA A COLUNA COMPLETA NA VERSÃO DIGITAL DO JORNAL O CORREIO DO POVO

×