Depois de um turbulento 2016 para o Legislativo de Jaraguá do Sul, com o inédito afastamento do presidente em exercício pelo Judiciário, o ano que se inicia tem tudo para ser diferente. O clima nos corredores da Câmara há tempos não estava tão favorável. Mesmo com o teto de alguns gabinetes ameaçando cair devido à estrutura precária, servidores efetivos e comissionados prometem um ano de trabalho pela comunidade.  As nomeações políticas já estão encaminhadas, ainda que não oficializadas. Para a diretoria de Comunicação, a escolhida deve ser a jornalista Sandra Batistela, profissional que atuou por muitos anos na RBN. Para o Jurídico, retorna Ariane Correa, indicada pelo PP. O diretor de Legislativo deve ser Pietro Galvan e a Diretoria Geral deve ficar com Maria do Carmo. linha azul Recuperar a imagem O presidente da Câmara, Pedro Garcia (PMDB), passou os últimos dois dias em Florianópolis. Esteve reunido com o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Carlos Chiodini. Os dois trabalham para garantir a liberação de R$ 3,8 milhões do Badesc para pavimentação das ruas Prefeito José Bauer e Augusto Demarchi. Garcia também participou de reunião com o vice-governador, Eduardo Pinho Moreira, e com o secretário de Segurança, César Grubba. Na pauta, demandas do município. Além desse trabalho, o parlamentar, no sexto mandato e sem nenhum processo, como ele mesmo gosta de salientar, diz que recuperar a imagem do Legislativo está entre as prioridades. Um dos primeiros passos nesse sentido será a reforma administrativa, que deve ficar pronta em fevereiro. linha azul Acordo já firmado Se será cumprido ou se haverá históricos de traições como aconteceu na última legislatura, o tempo dirá. Mas, os partidos governistas já fecharam acordo sobre a presidência da Câmara para os próximos quatro anos. Primeiro, Pedro Garcia (PMDB). Em 2018, Anderson Kassner (PP). No ano seguinte, Marcelino Gruner (PTB). E, em 2020, PP e PMDB vão dividir o poder, a presidência ficará seis meses com cada partido. Outra informação levantada pela coluna é que Marcelino foi escolhido para ser líder do governo Antídio Lunelli na Câmara. linha azul Caropreso assume dia 17 A posse de Vicente Caropreso como secretário da Saúde foi agendada para o dia 17, próxima terça-feira, às 10h30, no Teatro Pedro Ivo. Ontem, o tucano já passou boa parte do dia conhecendo a estrutura que irá comandar. A preocupação é grande. Levantamento da Fecam revela que a saúde é o setor mais afetado pelos atrasos de repasses dos governos estadual e federal às cidades de Santa Catarina. São mais de R$ 140 milhões destinados para a área que não caíram nos cofres das prefeituras.  Ou seja, a pressão será fiel companheira do jaraguaense. linha azul Negociações PP/PMDB O prefeito de Guaramirim Luis Chiodini (PP) recebeu ontem o presidente da Câmara Osni Bylaardt (PMDB). As duas siglas  continuam as tratativas para possível composição. linha azul