O retorno da licença de dez dias – sem remuneração – foi em grande estilo. Em coletiva de imprensa na manhã de ontem, o prefeito Antídio Lunelli (MDB) anunciou a pavimentação de 28 ruas e ainda apresentou um balanço das 38 obras garantidas no fim de abril com financiamento de R$ 20 milhões do Badesc.

Do pacote já em andamento e contando com outras vias que receberam emendas parlamentares, 19 ruas já tiveram a pavimentação entregue, 18 estão em obras e 10 aguardam a ordem de serviço.

Com essas e as obras que serão iniciadas, o governo Lunelli contabiliza 75 ruas com pavimentação garantida. Uma marca considerada positiva.

Os recursos somam R$ 35 milhões, sendo R$ 23,8 milhões de financiamento do Badesc, R$ 3,2 milhões de emendas e R$ 8 milhões de recursos próprios. Outros R$ 3,5 milhões já foram investidos pelo Samae na infraestrutura para melhoria e ligação da rede de água e esgoto.

O objetivo é evitar o abre e fecha buraco em ruas recém-inauguradas, um velho e repetido problema.

Na coletiva, ao lado da chefe de gabinete Emanuela Wolff, que conduziu o ato, o prefeito disse que planeja encerrar o mandato com 150 ruas asfaltadas e ou recapeadas.

Sem emendas impositivas

Presentes na coletiva, os vereadores da base Marcelindo Gruner, Anderson Kassner, Celestino Klinkosky, Pedro Garcia, Eugênio Juraszek e Dico Moser elogiaram a política adotada por Lunelli, ressaltaram a política econômica adotada e já deram pistas de que o projeto que altera a Lei Orgânica criando um percentual de emendas impositivas deve ficar na gaveta.

Promessas anotadas

Com a participação e Gelson Merisio (PSD), a Acijs encerrou na segunda-feira a série Eleições 2018. No encontro no Centro Empresarial de Jaraguá do Sul, o candidato prometeu dar atenção aos pleitos da região.

Ele assumiu o compromisso com a duplicação do trecho urbano da BR-280, entre a Ponte do Portal e o entroncamento com a Rodovia do Arroz, incluindo a conclusão do elevado do trevo em Guaramirim na direção à Massaranduba, cujas obras foram iniciadas no atual governo e se encontram paralisadas.

“Esta será a obra número 1 de Santa Catarina a partir de janeiro, ou a União faz ou nós faremos com recursos do Estado”, prometeu. Ao jornal, O Correio do Povo, Mauro Mariani (MDB) também garantiu que a 280 será prioridade do seu governo, se eleito.

Quer receber as notícias no WhatsApp?