Completando um mês no poder, o prefeito Antídio Lunelli (PMDB) começa a traçar as principais estratégias do seu governo. Gestor acostumado a fazer acontecer e decidir, Lunelli já sentiu na pele que a administração pública é uma engrenagem um tanto mais complexa do que deveria e necessitaria. E para diminuir estes entraves, desburocratizar a máquina pública, ter um sistema de informação inteligente e criar um ambiente favorável para os negócios, assim como foi prometido durante a campanha, continuam sendo os objetivos centrais do empresário. Internamente, o staff da administração já está debruçado nas reformas que pretende levar adiante. Diminuir o impacto da folha de pagamento do funcionalismo – que beira os 50% –  é uma das metas. A outra é aumentar a arrecadação, não se fala em aumento de impostos, mas em fazer justiça social. O fato é que para ter um horizonte diferente será preciso levar as reformas adiante. Alguns pontos iniciados na gestão de Dieter Janssen devem ter continuidade. A ampla maioria na Câmara e a convicção geral da sociedade que do jeito que está não dá para continuar são pontos a favor do governo na briga pelas reformas. Os principais desafios agora são não perder o timing do debate que está aberto –Florianópolis, por exemplo, já aprovou um pacote de mudanças – e saber comunicar o que se pretende para conseguir apoio popular. A crise traz oportunidades; ventos favoráveis às mudanças é uma delas. linha azul Eleição da Mesa A Assembleia Legislativa de Santa Catarina retoma amanhã os trabalhos. A primeira sessão do ano será para a eleição dos novos integrantes da Mesa da Casa. Pelo acordo firmado entre o PMDB e o PP, que conta com o consenso das demais bancadas da Alesc, o deputado Silvio Dreveck (PP) deverá ser o presidente entre 1º de fevereiro de 2017 e 31 de janeiro de 2018. Já entre 1º de fevereiro de 2018 e 31 de janeiro de 2019, a Casa será presidida pelo deputado Aldo Schneider (PMDB). linha azul Retorno aos trabalhos As Câmaras de Vereadores da região também retornam aos trabalhos nesta semana. Em Guaramirim, a primeira sessão acontece amanhã. Com minoria na Câmara, o prefeito Luís Antônio Chiodini (PP) conta com a boa vontade dos vereadores para aprovar projetos de interesse do município. Em Jaraguá do Sul a primeira sessão ordinária do ano acontece na quinta, mas durante o recesso, os vereadores realizaram quatro extraordinárias. linha azul Importante obra O prefeito de Schroeder Osvaldo Jurck (PSDB) comemora o início da pavimentação da Rua Rio de Janeiro, previsto para próxima semana. A obra, que liga o município à Rodovia do Arroz, foi desde a gestão passada uma das prioridades do tucano, que garantiu R$ 2 milhões de financiamento do BRDE para melhoria em dois quilômetros. Quando pronta, a rua deve tirar um pouco de fluxo da BR-280. linha azul Para fechar as contas Secretário de Administração de Jaraguá do Sul, Argos José Burgardt, diz que o principal desafio do ano é fazer fechar a conta. Se nada for feito, a previsão é de que as despesas ultrapassem as receitas em R$ 37 milhões até dezembro, o que tem preocupado a todos no governo. Outro fator que dificulta as ações tem sido o sistema público: “lento e burocrático como em todo país”. O governo avalia medidas, como a revisão da planta de valores dos imóveis e maior fiscalização sobre o ISS – agora com a nota fiscal eletrônica – para aliviar o caixa. linha azul Mudanças no São José O empresário Paulo Chiodini assumirá em março a presidência do Conselho Deliberativo do Hospital São José. Chiodini substituirá Vicente Donini, que desempenhou a função de maneira exemplar durante três anos. Chiodini deve continuar lutando por uma mais justa divisão de recursos na Saúde pelo governo do Estado. linha azul “Estamos fazendo a nossa parte” Presidente da Câmara, Pedro Garcia (PMDB) comemora aprovação unânime da minirreforma administrativa, que transformou três diretorias em gerência. A economia será de R$ 219 mil ao ano e quase R$ 900 mil na legislatura. “O país vive uma grave crise financeira, está todo mundo se readequando, estamos fazendo a nossa parte”, diz. Aprovado o corte, Garcia  diz que agora a busca será por maior eficiência. eleição camâra de vereadores 2014,pedro garcia(vereador), camara de vereadores - lucio sassi (42) linha azul Deixa um importante legado Dizem que os bons vão primeiro. Verdade ou não, o fato é que a morte prematura do presidente da Fujama, Leocádio Neves e Silva, corrobora para tese. Leocádio, entusiasta da reciclagem, da compostagem e de uma mudança de comportamento em relação ao lixo e aos recursos naturais, é daqueles casos raros. Sempre disponível, com informações precisas, uma gentileza sem fim. Na despedida, recebeu centenas de homenagens, todas justas. Deixa saudades e um belo exemplo. linha azul Na Fatma João Deniz Vick, que foi candidato a vice-prefeito de Nilson Bylaardt pelo PMDB de Guaramirim, assumiu a coordenação da Fatma em Jaraguá do Sul. Agilizar os atendimentos é uma das metas. O órgão tem atualmente cerca de 170 processos pendentes para início da análise.  Vick diz que a espera pode durar de dois meses a mais de um ano, mas considera que os prazos estão caindo desde a instalação do escritório regional em Jaraguá do Sul. linha azul Mudança na ADR E por falar em regional, a cada dia é maior a pressão para substituição de Leonel Floriani na ADR. Indicado por uma costura política que tinha clara intenção de fortalecer o PSD no município, Floriani comandou o partido na eleição de Jair Pedri, deixando o PSD na terceira colocação no município, um resultado considerado muito aquém daquele previsto pelas lideranças estaduais. linha azul