Foto Reprodução/Redes Sociais
Foto Reprodução/Redes Sociais

O ano é de mudanças na Prefeitura de Jaraguá do Sul. Depois de anunciar a demissão de Ademar Possamai (DEM), do Issem, colocar o ex-comandante da PM o coronel Gildo Andrade na Diretoria de Trânsito e Alceu Moretti (MDB) na Secretaria de Saúde, o prefeito Antídio Lunelli confirmou Antenor Galvan como novo secretário da Fazenda do Município.

O atual secretário da pasta, Marcio Erdmann, como a coluna já havia antecipado, irá para o Issem.

A nomeação de Galvan, que começou a carreira na área pública em Jaraguá do Sul na gestão de Ivo Konell, deve ser oficializada na quarta-feira após publicação no Diário Oficial.

“Eu iniciei a minha trajetória na vida pública aqui, sendo secretário de Administração e Finanças entre 1989 e 1992. Fico muito feliz com o reconhecimento do prefeito Antídio Lunelli, vamos dar andamento às medidas implementadas pelo Márcio Erdmann, que me antecedeu”, resumiu o novo secretário que também já atuou com o ex-deputado federal Mauro Mariani.

Ao confirmar mais uma alteração na equipe, Antídio Lunelli reafirma a disposição de buscar as melhores alternativas tanto técnicas quanto políticas para o seu governo.

Por outro lado, o empresário minimiza as possíveis negociações com o PSD, diz que em política é necessário conversar com todo mundo, fazer articulação, elogia o empresário Alcides Pavanello, mas não prevê uma aliança formal no momento com a sigla.

Para Lunelli, não é momento de especular 2020 e sim de trabalhar duro até lá para chegar com possibilidade de uma candidatura.

“Queremos ter uma gestão de excelência, tendo números e trabalhos que façam o jaraguaense se orgulhar da sua cidade. Este será um ano muito importante para Jaraguá do Sul, queremos que a população esteja junto conosco na construção de uma cidade melhor”, ressaltou o prefeito.

Fim do recesso

Na mesa de Antídio Lunelli uma lista com as medidas que ele espera ver em prática. O projeto anticorrupção, o compliance, está no topo das anotações. Outra questão que deve chegar à Câmara em breve é o projeto de lei que altera o estatuto do servidor e acaba com recesso de fim de ano.

Pela norma atual, as férias da categoria só começam a contar a partir do dia 1º de janeiro. Antes disso, entre o Natal e o Ano Novo, é considerado recesso. Ou seja, atualmente, as férias têm duração e 40 a 45 dias.

Erdmann vai avaliar a Previdência

Marcio Erdmann se despede da Secretaria da Fazenda depois de ser um dos responsáveis pela revisão da planta genérica de valores dos imóveis e da desburocratização dos processos de abertura de empresas e emissão de alvarás. Agora, um dos desafios será um raio-x completo da previdência dos servidores municipais.

Café com prefeito

O prefeito de Corupá João Carlos Gottardi (PSD) adotou uma prática que aproxima e engaja sua equipe de trabalho. Desde janeiro, todas as segundas-feiras, Gottardi realiza o Café com o Prefeito, sempre antes do expediente, às 6h da manhã.

Os encontros envolvem o secretariado e, uma vez ao mês, todos os comissionados são chamados. Na pauta das reuniões, está o planejamento para a semana de trabalho e a troca de informações sobre as secretarias. O café, os doces e salgados são levados pelo prefeito sem custo ao município.

Kassner pode ser alternativa no PP

Com Udo Wagner se declarando fora da disputa em 2020, o vereador Anderson Kassner pode ser alternativa do PP.

O parlamentar poderia compor de vice do MDB ou até mesmo fazer parte da chapa pura avaliada pelo presidente da sigla, Ademir Izidoro.

Vereador mais votado na atual legislatura, Kassner não esconde o desejo de estar do outro lado, no Executivo, com a caneta nas mãos.

Correção

Udo Wagner foi deputado estadual e não federal como escrevi na edição de sábado.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?