Depois de audiência no Ministério do Trabalho, nesta quarta-feira (5), os servidores públicos municipais de Jaraguá do Sul decidem em assembleia nesta quinta (6) que rumos darão à greve. A expectativa é de que o movimento possa ser suspenso. Mas independentemente da decisão a ser tomada no fim desta tarde, a categoria pretende se manter mobilizada contra as ações do governo Antídio Lunelli (PMDB) que possam trazer novos prejuízos ao funcionalismo e dar início logo em seguida à campanha pelo dissídio. Municípios como Guaramirim e Massaranduba já fecharam acordo oferecendo a inflação como índice de aumento. A confirmar o fim da greve, os mais de 30 dias de paralisação exigirão esforço direcionado para recuperação do calendário escolar. Com cinco semanas de aulas perdidas, os estudantes ficarão sem férias de julho e terão que permanecer em sala de aula pelo menos até o fim de dezembro. As famosas emendas de feriados também terão que ser esquecidas. Além disso, com as filas por consultas nos postos de saúde sendo multiplicadas, a administração precisará oferecer à população uma força-tarefa para diminuir a demanda represada. O prejuízo causado pela ausência dos serviços públicos é incalculável. Será preciso muito trabalho para diminuir os reflexos negativos. Chiodini na Amvali A primeira reunião da Amvali em 2017, presidida por Luís Chiodini (PP), prefeito de Guaramirim, teve como objetivo colocar as finanças em dia e tratar de um consórcio entre os municípios para aquisição de equipamentos, visando maior economia. amvali foto Redução dos salários Repercutiu muito nota da coluna de quarta-feira (5) sobre minuta de projeto de lei apresentada pelos vereadores de oposição ao governo Antídio Lunelli (PMDB) que prevê a redução de 20% nos vencimentos do prefeito, vice e secretários de Jaraguá do Sul. A grande maioria dos internautas aprova a medida, mas pede que os vereadores também sejam incluídos na tesourada. Nada mais justo. Verba para Saúde O projeto para a construção de uma unidade básica de saúde para o bairro João Tozini, em Corupá, foi entregue nesta semana pelo prefeito João Gottardi à Secretaria de Estado da Saúde. Gottardi solicitou o apoio do secretário Vicente Caropreso para o repasse de R$ 750 mil para obra. O valor foi garantido por emenda do deputado federal Esperidião Amim e virá do Ministério da Saúde para a Secretaria de Estado da Saúde. Partido Novo Nesta quinta-feira (6), O Partido Novo promove encontro às 20h no Blue Chip Centro Executivo para apresentar as principais diretrizes da sigla. Segundo um dos coordenadores, Marco Aurélio Sciepiet, durante o evento o responsável pelo diretório estadual, Eduardo Ribeiro, falará sobre a história, os valores, diferenciais e planejamento do partido. O Novo, que participou das primeiras eleições em 2016 em algumas capitais do Brasil, também busca filiados e candidatos a deputado federal para lançar por Jaraguá do Sul. Fundado por pessoas que nunca fizeram parte do meio político, a sigla exige que os filiados sejam ficha limpa, além de ser contra o fundo partidário, fazer processo seletivo para escolha de candidatos e não ter intenção de fazer coligações com outros partidos.