Quem passa pelo gabinete do prefeito de Guaramirim Luis Antônio Chiodini (PP) se surpreende. É gente e mais gente na fila aguardando para ter uma conversa com o novo comandante do município. E o pepista faz questão de atender a todos, organiza a fila por prioridade; os idosos e portadores de deficiência passam na frente. Ele diz que em três semanas de mandato já atendeu mais de 250 pessoas. A maioria pede emprego ou auxílio financeiro. “Gente pedindo algo para o coletivo, para o bairro, acho que foram só duas até agora”, diz o prefeito surpreso. Mas, apesar dos pedidos e da pressão dos partidos políticos, Chiodini avisa que continua convicto de que é preciso diminuir o tamanho da máquina pública para ter mais eficiência no atendimento às demandas da comunidade e, além de cortar vagas, prevê redução de alguns salários. O esboço da reforma administrativa deve ser primeiro apresentado aos vereadores e só depois o documento será finalizado e protocolado na Câmara. Dos 16 cargos de primeiro escalão devem restar apenas nove. Aliás, a disposição para conversar e ouvir deve ser uma das táticas do pepista para conseguir apoio para suas propostas. Além das mudanças no organograma, o prefeito começa a rever contratos, espera o fechamento e o balanço das contas da gestão anterior e mostra preocupação com os processos judiciais, alguns ultrapassam a marca de R$ 1 milhão. Na agenda de preocupação também está a arrecadação que vem sendo acompanhada diariamente, e a necessidade de recuperar a capacidade do município de atrair investimentos e contrair financiamentos. Apesar de tudo isso, o pepista expressa um largo sorriso quando fala da oportunidade de ser prefeito. “Estou gostando disso, mas sei que a lua de mel vai acabar”. linha azul Sai ou não? “Ele não tá com cara de quem quer deixar o cargo”. Do ex-prefeito de Guaramirim, Nilson Bylaardt (PMDB), ao responder questionamento da coluna sobre sua possível intenção de também disputar a cadeira de secretário regional, em substituição a Leonel Floriani, que no ano passado anunciou que tinha deixado o cargo à disposição do governador Raimundo Colombo (PSD). linha azul Sancionada a municipalização O prefeito de Corupá João Carlos Gottardi sancionou ontem a lei que municipaliza a Escola São José que até o ano passado era administrada pelo governo estadual e que estava prestes a ser fechada.  Mesmo prevendo um impacto financeiro relevante, Gottardi decidiu atender apelo dos pais e deu sequência a um projeto que já deveria ter sido tirado do papel há pelo menos cinco anos. A unidade tem mais de 500 alunos matriculados. DSCN0652 linha azul Outra mulher A presidência da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) deve continuar nas mãos de uma mulher na gestão 2017/2018. A prefeita reeleita de São José, Adeliana Dal Pont (PSD), é o nome de consenso da chapa registrada. Foi mantida a prática de alternância entre partidos e regiões. A eleição está marcada para o dia 27 e será seguida do ato de posse. linha azul Gestão é prioridade Para Luis Chiodini, a Saúde está na parte de cima da lista de prioridades. A escolha por uma equipe técnica para comandar o setor reforça a tese. Uma das preocupações é com o Hospital Santo Antônio, que consome R$ 1 milhão ao mês, mesmo com apenas 20% da capacidade sendo utilizada. A intenção do novo governo é mudar a forma de gestão, atrair parcerias e reduzir pela metade o repasse feito direto do caixa da Prefeitura, gerando uma economia de R$ 6 milhões ao ano. Joao Chiodini prefeito Guaramirim - em (5)-2 linha azul Troca na Educação Claudia Chiodini não será mais secretária de Educação de Guaramirim. O governo deve anunciar um novo nome nos próximos dias. A intenção é de que um professor do quadro comande o setor. linha azul Exonerações na próxima semana Com o impasse judicial envolvendo o fim da legislatura passada, que culminou com a cassação de José de Ávila, o ano terminou sem que os antigos diretores da Câmara fossem exonerados. Eles retornam de férias no dia 23, depois disso, o novo presidente Pedro Garcia (PMDB) poderá fazer as alterações necessárias. linha azul Presença nas redes Com um orçamento reduzido, o diretor de Comunicação da Prefeitura de Jaraguá do Sul, Giovane Mazzini, afirma que a equipe deve reforçar a divulgação das ações nas redes sociais, optando por textos, fotos e vídeos de boa qualidade. Além disso, o bom relacionamento com a imprensa e transparência são os carros chefes do setor. Giovane é formado em administração e marketing e atuava em uma agência de publicidade há quase uma década. Ao seu lado, ele terá como gerente de comunicação o radialista Rogério Tallini, nome confirmado pela coluna na semana passada. linha azul