Já alvo de polêmica nas redes sociais, o projeto de construção de uma central de tratamento de resíduos em Guaramirim é tema de audiência pública nesta quarta-feira (26) , às 19h, na Associação Empresarial (Aciag). O evento está sendo organizado pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma) e servirá para apresentação de um Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima). A audiência pública faz parte do processo de licenciamento. As dúvidas que cercam o empreendimento serão respondidas pelos técnicos da Ambiental Limpeza Urbana e Saneamento Ltda, responsável pelo projeto. A intenção é que a central atenda a outros municípios da região, que hoje levam o lixo para o aterro de Mafra, com um custo alto de transbordo. O terreno escolhido fica no Bruderthal, às margens da Rodovia do Arroz. Há mais de uma década as Prefeituras da região debatem a possibilidade de criar um aterro regional e até mesmo estabelecer formas inteligentes de reaproveitar o lixo, mas até hoje o projeto nunca avançou. Preocupado com a repercussão da proposta, o prefeito Luís Antônio Chiodini (PP) já declarou que não fará nada que contrarie os interesses da coletividade. Nota fiscal  Além de comemorar o crescimento da adesão à nota fiscal eletrônica, a Prefeitura de Jaraguá do Sul estuda implantar projeto semelhante ao Programa Nota Fiscal Paulista. Uma forma de incentivar a população a pedir a nota na hora da compra e, consequentemente, aumentar a arrecadação do município. Na capital paulista, o programa devolve até 20% do ICMS efetivamente recolhido aos consumidores. Pupo deixa o PT Depois de quase 30 anos de filiação, o ex-vereador de Guaramirim, Evaldo Junckes, conhecido como Pupo, anunciou que está deixando o PT. A ausência de deputados da legenda no município e os escândalos de corrupção estão entre os principais motivos para a decisão, segundo ele. Vereador por três mandatos e prefeito por sete meses, Pupo relata que mesmo com convites, os parlamentares da legenda não comparecem ao município o que, para ele, demonstra falta de respeito com as bases. Pelo envolvimento de outros partidos nos escândalos, Junckes diz que ainda não decidiu em qual legenda deverá se filiar, caso decida continuar na política. Reunião com as sociedades A pedido do vereador Anderson Kassner, o prefeito Antídio Lunelli e a secretária de Cultura Natália Petry recebem nesta quarta-feira (26) os integrantes das associações de tiro do município. Responsáveis pela preservação dos costumes dos imigrantes alemães, as associações querem apoio para realização das atividades. Mudança de horário Os vereadores aprovaram resolução que altera o horário das sessões plenárias das 15h30 para as 17h30. A medida visa oportunizar que a comunidade participe mais das reuniões e vale a partir do dia 2 de maio. Juro Zero bate recorde O Juro Zero, programa do governo de Estado para microempreendedores individuais (MEIs), registrou o melhor início de ano desde que foi lançado, em 2011. Segundo balanço divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, no primeiro trimestre de 2017 foram realizados 3.313 empréstimos através do programa, totalizando mais de R$ 10 milhões. “Este número é 3,7% a mais que em 2016 e 7,2% superior a 2015. O Juro Zero continua em crescimento, fazendo a diferença para os microempreendedores catarinenses e movimentando nossa economia”, comemora o secretário Carlos Chiodini. Processo administrativo  A Prefeitura abriu processo administrativo contra pelo menos 20 servidores grevistas. O governo entende que houve desacato e desrespeito ao prefeito Antídio Lunelli (PMDB) durante protesto ocorrido no Sesc, em um encontro sobre educação promovido pela Fiesc. Encontro na capital Secretário de Desenvolvimento Econômico, Carlos Chiodini (PMDB), foi anfitrião de encontro entre o prefeito Antídio Lunelli (PMDB) e o presidente da Assembleia Legislativa, Silvio Dreveck (PP). Ao lado de Chiodini, Lunelli também participou de almoço da bancada do PMDB e solicitou apoio dos deputados na defesa de projetos para o município.     IMG-20170425-WA0014 R$ 20 milhões para pavimentações A Câmara de Vereadores aprovou em primeiro turno nesta terça o projeto que permite à Prefeitura de Jaraguá do Sul a contrair empréstimo de R$ 20 milhões do Badesc para pavimentação. A oposição votou sim, mas cobrou a lista das ruas que serão contempladas, informação que não estava no projeto do Executivo. Adote uma praça Vereador Eugênio Juraszek (PP) apresentou indicação para que o Executivo crie a Lei Adote Verde. O objetivo é viabilizar e promover o ajardinamento, a conservação a manutenção de praças, rotatórias, trevos, canteiros, áreas de lazer, academias ao ar livre, ciclovias, terrenos públicos, áreas verdes e pontos turísticos, com uma parceria com o setor privado. “Essa campanha tem que crescer, porque esse é o caminho da administração moderna, são as parcerias público-privadas. Isso deixa de tirar recursos do caixa do município e a cidade fica limpa e bonita”, defende o vereador.