Um imbróglio difícil de ser resolvido. O edital de licitação para escolha da empresa que administrará pelos próximos 10 anos o sistema do transporte coletivo de Jaraguá do Sul foi suspenso pela Prefeitura. Três pedidos de impugnação contra a concorrência foram protocolados.

Não há prazo para o município responder os questionamentos e também não há previsão de reabertura do edital ou lançamento de um novo contrato.

Uma das impugnações foi proposta pela Canarinho que, entre outras coisas, alega que o estudo que originou as bases da licitação é de 2014 e, portanto, estaria desatualizado.

O nome das outras duas empresas não foi divulgado. Procurado diversas vezes pela coluna, o diretor de Trânsito Irio Riegel disse que não lembrava “de cabeça” e tampouco foi buscar as informações que são de interesse público.

Segundo o procurador do município, Benedito Noronha, além das impugnações, um pedido de informação foi protocolado pela Associação Empresarial.

Benedito explicou, ainda, que todas as impugnações foram técnicas, envolvendo, além do estudo, os critérios, por exemplo, para definição de itinerário e horários.

Com o impasse judicial, a definição de um novo modelo para o sistema do transporte coletivo deve demorar ainda mais.

Em agosto, o diretor Irio Riegel disse em entrevista ao OCP que no início de 2019 o novo contrato estaria em vigor. Enquanto a nova licitação não tem vencedor – a atual está vencida desde 2016, a Canarinho segue com a concessão do transporte coletivo.

Menos itinerários, passagem mais barata

O novo contrato de concessão do transporte coletivo prevê mudanças na organização do sistema. Das atuais 23 linhas, 35 estão definidas na nova licitação. Os 563 itinerários devem passar a apenas 71.

Apesar do aumento de linhas, o número de veículos em circulação deve ser reduzido, de atuais 91 para 76.O cálculo para a passagem também sofreu alterações.

No sistema vigente, o valor leva em conta a planilha de custos da empresa prestadora do serviço. Já a nova concorrência propõe que a tarifa passe a ser calculada com base na análise do fluxo de caixa, eliminando da conta despesas que não estão diretamente relacionadas ao serviço, como assessores e honorários de advogados.

O valor máximo previsto na licitação é de R$ 3,43 - uma redução de R$ 1,32, ou de 27,79%, em comparação com o preço atual da passagem embarcada, de R$ 4,75.

Esses cálculos também são motivo de questionamento das empresas interessadas.

Na sessão solene

Foto Divulgação OCPNews

O prefeito de Jaraguá do Sul Antídio Lunelli, o deputado federal eleito Carlos Chiodini; Ademar Duwe, recebendo homenagem por ter sido o idealizador da Schützenfest; o deputado estadual reeleito Vicente Caropreso, e vice-prefeito Udo Wagner em sessão solene que lembrou as três décadas da Festa dos Atiradores.

Ponte da Zanotti

A audiência pública para debater as propostas de construção da chamada Ponte da Zanotti foi remarcada para próxima segunda-feira, dia 12, às 19h30, na Escola Iaro Hansch, próximo à Fameg. A responsabilidade da audiência estará a cargo da Amvali, Avevi e Ministério Público.

Um abaixo assinado está sendo organizado por moradores que pedem seja revisto o projeto de construir uma ponte no local e defendem que seja feita uma passarela e a segunda Ponte do Portal.

Outros moradores defendem a construção das duas pontes. As entidades pretendem, com o debate, buscar uma solução para o impasse.

Vai mudar

Prefeito de Guaramirim, Luís Antônio Chiodini (PP) deve anunciar mudança no secretariado assim que retornar das férias na próxima semana. Em Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli (MDB) também tem uma lista de cortes pronta.

Jair Pedri nega conversas

O ex-vereador Jair Pedri, citado pela coluna como possível nome do PSL para as eleições municipais de 2020, nega que tenha conversado com alguém sobre a possibilidade.

Diz que as especulações existem em função da sua amizade com o deputado federal eleito Fabio Schiochet, que até o ano passado presidia o PSD Jovem, sigla de Jair.

Entretanto, ele não descarta completamente a possibilidade, diz que tem no PSL ex-companheiros do 55, “gente valorosa”, mas que nesse momento planeja o futuro dentro do PSD.

“Queremos fazer parte de um projeto vencedor, um projeto de desenvolvimento para Jaraguá do Sul. Vamos conversar com o PSL e com outros partidos. Não vamos impor nomes, até porque faltam dois anos para a eleição”.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?