Faltando pouco mais de dois meses para as eleições de outubro, as definições em torno das alianças e das próprias candidaturas vai entrando na reta final. O prazo legal para as convenções partidárias encerra no próximo domingo, dia 5 de agosto.

No último fim de semana, em Santa Catarina dois grandes partidos oficializaram suas candidaturas. Pelo PP, o deputado federal Esperidião Amin foi lançado ao governo do Estado. Porém, depois de romper com o PSD de Gelson Merisio, os pepistas ainda estão articulando a formação de uma aliança. As siglas já anunciadas no bloco são DEM e PV.

E no domingo foi a vez do filho do ex-prefeito de Jaraguá do Sul, Victor Bauer, o senador Paulo Bauer ser confirmado na corrida eleitoral. Os tucanos reuniram mais de três mil pessoas em Joinville. O ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, vai buscar uma cadeira no Senado. Mas, assim como o PP, os tucanos ainda não têm coligação fechada e estão a procura de um vice.

No próximo sábado, dia 4, quem faz sua convenção é o MDB. Mauro Mariani é o candidato ao governo. As dúvidas estão na vaga de vice e nas duas cadeiras ao Senado. PR e PPS estarão com Mariani.

Fechando o ultimo dia, no domingo dia 5, o PT faz seu encontro. O deputado federal Decio Lima deve ser confirmado como candidato ao governo do Estado e Ideli Salvatti e o ex-desembargador Ledio Rosa devem ir ao Senado.

Com Gelson Merisio, confirmado pelo PSD ainda no dia 21, a eleição em Santa Catarina neste ano pode ter um recorde de candidatos competitivos.

A campanha eleitoral terá início no dia 16 de agosto com a permissão para realização de comícios, carreatas e distribuição de material gráfico. Já o horário eleitoral começa no dia 31 de agosto, 37 dias antes do pleito.