A expectativa é grande para visita que o ministro da Saúde Ricardo Barros (PP/PR) fará hoje a Jaraguá do Sul. O pepista vem a convite do secretário estadual de Saúde, Vicente Caropreso (PSDB). Ambos foram deputados federais no fim da década de 90. O convite foi feito por Caropreso em Brasília, na terça-feira, durante encontro nacional dos secretários de saúde. A confirmação aconteceu ontem. Barros participará de um evento pela manhã em Florianópolis, deve almoçar com governador Raimundo Colombo (PSD) e depois desembarca em Jaraguá, onde deve visitar os dois hospitais do município. A apresentação do modelo de gestão do Hospital São José, principal objetivo da visita, será feita pelo empresário Vicente Donini, presidente do conselho da unidade. O modelo pode servir de inspiração para outros municípios do Estado e até do país, diz Caropreso. “Vamos levar esta experiência para outros municípios de Santa Catarina e quem sabe para o país”, diz Caropreso, que explica que neste momento não há expectativa de assinaturas de novos convênios. Mas, o secretário já reivindicou oficialmente ao ministro um repasse mensal de R$ 6 milhões para que o Estado consiga diminuir o déficit de cirurgias eletivas. A preocupação também é com a dívida do Hospital Jaraguá, de mais de R$ 20 milhões originadas com as obras de ampliação. O tucano tenta intermediar um prazo maior com a Caixa Econômica Federal para o pagamento do montante. Este será um dos temas do encontro na capital do Estado. O último ministro de Saúde que visitou Jaraguá do Sul foi José Serra, há 17 anos, que veio também a convite de Caropreso, na época para inaugurar a UTI da maternidade do Hospital Jaraguá. linha azul O modelo do São José O Hospital e Maternidade São José completou oito décadas no ano passado sendo um dos mais modernos hospitais de Santa Catarina. Mantido pela Associação Hospitalar São José, tendo os seus conselhos deliberativo e fiscal formado por empresários e profissionais liberais, o estabelecimento é de caráter filantrópico, com cerca de 75% dos seus atendimentos a pacientes do SUS. Depois de 11 anos de obras, que foram divididas em três etapas, a unidade inaugurou no ano passado a ampliação e reforma de toda estrutura. O investimento total chegou a R$ 75 milhões. O complexo ficou com 306 leitos e se tornou referência em oncologia, neurocirurgia, ortopedia e traumatologia. linha azul Antídio Lunelli pede empenho Um dia antes de ter início a operação tapa-buraco, o prefeito Antídio Lunelli (PMDB) visitou ontem os servidores da Secretaria de Obras. Ressaltou a importância do diálogo com os colaboradores e pediu empenho de todos na realização dos trabalhos da pasta, a mais solicitada pelos munícipes. linha azul 3, 2, 1... gravando Vereador Ronaldo José de Souza (PSD) aproveitou a sessão de ontem para testar os equipamentos da TV Câmara. O ato gerou brincadeira entre os parlamentares que querem sair com “boa imagem”. linha azul Em Massaranduba  Dando continuidade aos trabalhos feitos pela gestão anterior na Secretaria de Educação, o prefeito de Massaranduba, Armindo Tassi, elenca como prioridade para este ano a conclusão das obras de uma nova escola municipal no bairro Patrimônio. A estrutura recebeu R$ 500 mil de investimentos próprios e deve ficar pronta até a metade do ano. A rede municipal de Massaranduba conta com aproximadamente 1.070 estudantes no ensino fundamental e 770 nos centros de educação infantil. As aulas recomeçam no dia 13 de fevereiro. linha azul Vereador sugere serviços de presos Depois de visita na manhã de ontem ao presídio de Jaraguá do Sul, o vereador Anderson Kassner (PP) apresentou na tribuna a sugestão de que os detentos de Jaraguá do Sul prestem serviços à Prefeitura, em troca de redução da pena. A proposta, explicou o pepista, é dar condições ao Executivo de realizar serviços urgentes, como de manutenção de ruas, considerando a dificuldade econômica para o custeio das despesas. linha azul Líder de governo diz queporta está aberta Recentemente nomeado como líder de governo, o vereador Marcelindo Carlos Grunner (PTB) fez rápido discurso na tribuna ontem aos demais vereadores. “Estaremos sempre com as portas do gabinete abertas a todos os vereadores para que a gente possa esclarecer todas as dúvidas, sem exceção. E aquelas que nós não tivermos a resposta imediata, com certeza, traremos em outra oportunidade”, garantiu sobre os projetos do Executivo. linha azul Projetos aprovados Os onze vereadores desta legislatura, incluindo os suplentes Jackson Ávila (PMDB) e Jaime Negherbon (PMDB), compareceram à sessão extraordinária de ontem, convocada pelo prefeito Antídio Lunelli (PMDB). Os parlamentares aprovaram por unanimidade os quatro projetos de lei propostos pelo Executivo. linha azul