Com dois meses e meio para o fim do mandato, a prioridade é fechar as contas e entregar obras de pavimentação, diz o prefeito Dieter Janssen (PP). Ao todo, 12 ruas estão sendo asfaltadas com recursos que somam mais de R$ 13 milhões.  Citado como possível candidato ao cargo de deputado em 2018, Janssen não nega que tenha intenção. Até lá, não pretende ocupar nenhum cargo na gestão de Antídio Lunelli (PMDB) a quem confia que fará uma boa administração. ENTREVISTA Daqui até o fim do ano quais serão suas prioridades? Temos que fechar as contas o melhor possível. Pretendemos cortar este mês cerca de 50% dos cargos comissionados e até o fim de novembro o restante que for possível. Isso facilita também para que o Antídio monte uma equipe nova. Nós vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance. Além disso, temos 12 ruas sendo pavimentadas. Tenho acompanhado essas obras que eram muito esperadas pela comunidade. Também teremos a Schützenfest e as atividades de rotina. Como avalia o resultado das eleições? Positivo. Dentro do esperado. O eleitor manteve um governo na linha da economia, responsabilidade, com coragem de tomar as decisões necessárias. Em tempos de recursos escassos, é preciso ter coragem para fazer o que é preciso. A máquina pública não é diferente. Como está se sentindo nessa reta final de mandato? Com tranquilidade. Sei que meu sucessor fará um belo trabalho pela cidade. Essa campanha serviu também para que eu pudesse retribuir o apoio que recebi do Antídio, em 2012. O PP se saiu bem nas urnas? Em Jaraguá temos o vice-prefeito e aumentamos uma cadeira na Câmara, fizemos três vereadores. Temos prefeito em Corupá, em Guaramirim e o vice em Massaranduba. Foi um bom resultado. Com esse cenário dá para sonhar com a candidatura a deputado em 2018? Dá para sonhar com alguma coisa diferente. Acho que sim. Ser deputado é algo que eu gostaria, e em uma dobradinha com o (Carlos) Chiodini ficaria interessante. Estou animado para isso. O senhor deve participar do governo do Antídio? Não. Até por ser um governo novo, uma gestão nova, diferente. Vou cuidar do meu negócio e das minhas três mulheres, esposa e duas filhas. linha azul 55 anos da Rede Ato especial na Assembleia Legislativa marcou os 55 anos de existência  da Rede Feminina de Combate ao Câncer em Santa Catarina. Hoje, a Rede está em 59 municípios catarinenses, com 2,5 mil voluntários responsáveis por cerca de 100 mil atendimentos a cada ano. A primeira destas cidades a ter uma unidade foi Blumenau, em 1961. A Rede se mantém com doações públicas e privadas, recursos arrecadados por meio de ações. linha azul Gastos públicos Do deputado estadual Leonel Pavan (PSDB), ex-governador, sobre a PEC aprovada pela Câmara dos Deputados limitando os gastos públicos: “Só o governo federal terá limite? E os prefeitos? Se ficarem soltos, vão se atolar cada vez mais, tem de ser parelho, segurar a ponta de cima e soltar a ponta de baixo não dá”. Pavan, que foi prefeito de Balneário Camboriú por duas vezes. linha azul Lar legal A entrega das escrituras de propriedade para moradores de Guaramirim que, até então, não tinham seus imóveis regularizados, promete reunir políticos e representantes do Poder Judiciário em cerimônia histórica marcada para dia 20, às 14h30m, no ginásio de esportes Rodolfo Jahn. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Gelson Merísio (PSD), que ensaia candidatura a governador do Estado em 2018, já confirmou presença... Afinal, são mais de 900 proprietários beneficiados com o Projeto Lar Legal, uma parceria entre governo do Estado, prefeituras, Assembleia Legislativa, Ministério Público e Tribunal de Justiça. linha azul   Novas circunscrições Ainda não se sabe o endereço e nem quando vai abrir as portas, mas Jaraguá do Sul está entre as cidades listadas pelo Ministério Público de Santa Catarina como sedes de novas circunscrições (agrupamento de várias comarcas) do MP, com novos cargos de promotores substitutos. As vizinhas São Francisco do Sul e Araquari serão beneficiadas com novas promotorias de entrância final e de entrância inicial, respectivamente. linha azul Previdência Do economista Raul Velloso, depois da reunião em Brasília entre 16 governadores para discussão da reforma da Previdência pretendida pelo governo federal: “O pagamento dos inativos tem crescido muito nos últimos anos, e as projeções mostram que essa despesa vai crescer acima do Produto Interno Bruto (PIB). É uma situação explosiva”. linha azul EM FOCO O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina busca a adesão de um prefeito para pôr em prática um novo modelo de gestão pública. O presidente do TRE/SC, desembargador Cesar Abreu, entende que o Tribunal pode dar algo a mais para o eleitor após as eleições, qualificando, técnica e juridicamente, os eleitos para a função de gestores da coisa pública. ••• “Sem compra de votos, sem gasolina, sem areia, só votos de confiança”. O discurso é do vereador Eugênio Juraszek (PP), agradecendo os 1.814 eleitores que deram a ele um segundo mandato em 2 de outubro. Tamanha convicção leva a concluir que houve compra de votos em Jaraguá do Sul. Por extensão, a denúncia envolve todos os outros candidatos, eleitos ou não. ••• Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral: nas eleições de 2 de outubro o partido mais votado na eleição para prefeito foi o PSDB, totalizando 10.503.95 milhões de votos (10,24% dos votos válidos). Em segundo lugar e bem distanciado, aparece o PMDB, com 6.648.391 milhões. Em terceiro o PSB, com 3.595.599 milhões de votos. O PT aparece na 24ª posição entre os 31 partidos que apresentaram candidatos a prefeito, totalizando 1.716.221 milhão de votos. ••• Prefeitura de Massaranduba projeta orçamento do município para 2017 em R$ 44,4 milhões. As maiores fatias vão para a Educação, R$ 12.769.449,95 e Estradas e Obras, com R$ 9.839.935,00. ••• “Os novos gestores escolares precisam ter consistentes conhecimentos em áreas como contabilidade, finanças e recursos humanos”. A frase é do consultor do Movimento Santa Catarina pela Educação, encabeçado há três anos pela Federação das Indústrias de Santa Catarina, e também diretor de articulação e inovação do Instituto Ayrton Senna, Mozart Ramos.