O novo protocolo de enfermagem, adotado no dia 5 de novembro nos postos de saúde de Jaraguá do Sul já começa a ter reflexos na diminuição da fila de espera por consulta médica.

Segundo a diretora de saúde Niura Demarchi, no início do mês de novembro, o município tinha uma fila de espera – que engloba tanto os pacientes que farão a primeira consulta quanto os retornos – de cerca de 15 mil pessoas.

Hoje, a média é de 13 mil pacientes aguardando na fila para atendimento em uma das 26 unidades de saúde do município.

Além do protocolo, que minimiza a fila por consultas uma vez que agiliza o atendimento de grupos prioritários diariamente nas unidades, Niura ressalta que o monitoramento das filas também foi primordial para diminuir o número de pacientes em espera.

Os profissionais estão entrando em contato com os pacientes para verificar se ainda há a necessidade da consulta médica, realizando, de fato, um monitoramento de cada situação.

A diretora ressalta ainda que, hoje, são aproximadamente 10 mil pacientes na fila esperando pela primeira consulta. Aliado o novo protocolo ao monitoramento, a expectativa da secretaria é que todos esses pacientes tenham realizado a primeira avaliação até o início do mês de março.

“Não é agilidade, é dar mais eficácia ao atendimento”, afirma Niura sobre as mudanças adotadas. Neste primeiro mês de protocolo, os números apontam que houve crescimento de 68% em consultas realizadas pelos enfermeiros e 22% no pedido de exames.

Maior honraria da indústria nacional

O presidente do Grupo WEG, Harry Schmelzer Jr., recebeu do ministro da Indústria, Comercio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, e do ministro da Defesa, Joaquin Silva e Luna a mais importante condecoração a quem se dedica ao desenvolvimento da indústria, do comércio exterior e dos serviços no Brasil, a Medalha e Insígnia do Conselho da Ordem Nacional Barão de Mauá, em sua categoria máxima, a Classe Grã-Cruz.

A cerimônia de homenagem aconteceu ontem, no Palácio do Planalto. Harry atribuiu o reconhecimento a tudo que a WEG vem realizando e contribuindo para o desenvolvimento da indústria e das exportações brasileiras ao longo de toda a sua história, citou o espírito inovador dos fundadores e estendeu a todos os colaboradores a homenagem.

Prestando contas

O presidente da Comissão Central Organizadora da 30ª Schützenfest, Alcides João Pavanello, apresentou a prestação de contas da festa na Câmara de Vereadores.

“A festa foi sucesso absoluto, com recorde de público, de tiros disparados e a nossa avaliação é muito positiva”, disse ele, destacando a tarde dos idosos e o dia da Apae na Schützenfest.

“Isso é inclusão, é o lado social da festa e eles têm o direito de se divertirem”, pontou. Um dos pontos fortes do evento tem sido cada vez mais a participação de famílias inteiras.

Este ano, a Schützenfest atingiu um público de 98.650 pessoas, superando a meta da CCO de 950 mil. Foram disparados 96.360 tiros, servidas 5,6 mil refeições e consumidos 145.154 copos de chope.

Cheio de expectativas

O deputado federal eleito Fabio Schiochet (PSL) diz que o encontro com Jair Bolsonaro, na terça-feira, aumentou a convicção de que o país caminha para tomar um novo rumo a partir de janeiro. O otimismo já tem refletido no aquecimento da economia.

Schiochet, ontem, passou a tarde em reunião com o governador eleito Carlos Moisés. O jaraguaense tem reforçado a importância da valorização da região e de obras de infraestrutura, como a BR-280.

Deputados terão aumento de R$ 4 mil (1)

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou projeto de lei que permite que o salário dos deputados estaduais aumente de R$ 25,3 mil para R$ 29,4 mil a partir de fevereiro de 2019.

A nova lei determina que o ganho dos parlamentares catarinenses seja 75% do salário os deputados federais. Com a medida, o custo total dos 40 parlamentares passa de R$ 13,1 milhões para R$ 15,3 milhões ao ano A votação foi simbólica, ou seja, não nominal.

Efeito cascata (2)

O reajuste dos salários dos parlamentares catarinenses é mais um sintoma do "efeito cascata" do reajuste concedido aos ministros do Superior Tribunal Federal (STF) em novembro. Para os deputados federais, o aumento será de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

Privilégios (3)

Além do salário, os deputados catarinenses ainda têm direito a outros benefícios como verba mensal de R$ 106,8 mil para contratar até 22 servidores. Ainda há cota para despesas como combustíveis, contas telefônicas, diárias e passagens, entre outros.

A cota é anual, o que dá uma média mensal de R$ 41,6 mil. Também não está nesse valor o subsídio para os deputados que usam o carro próprio e o auxílio-moradia.

Catarinense no governo

O empresário catarinense Jorge Seif Júnior, de Itajaí, foi confirmado à frente da Secretaria Nacional de Pesca e Aquicultura no governo Jair Bolsonaro (PSL). A secretaria estará subordinada ao Ministério da Agricultura.
Seif Júnior tem 41 anos, é formado em Administração e proprietário de barcos industriais. Esta é a terceira vez que um catarinense comanda da pesca, Altemir Gregolin e Ideli Salvatti foram os primeiros.

Alertas necessários

O calor aumenta e com ele os banhos de rios se transformam em preocupação constante. Crianças e adultos muitas vezes ignoram o perigo. O tema pautou discurso do vereador Arlindo Rincos (PSD), na tribuna da Câmara.

O parlamentar pediu aos setores competentes da Prefeitura a instalação de placas educativas e de alerta em locais próximos aos rios e cachoeiras da cidade.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?