A temporada de veraneio está perto de iniciar e, com ela, milhares de turistas aportam em Santa Catarina, assim como os catarinenses se deslocam rumo ao litoral. O problema, repetido e agravado ano a ano, tem sido a falta da infraestrutura adequada das estradas.

O tema foi abordado pelo deputado Vicente Caropreso (PSDB) em pronunciamento, ontem, na tribuna da Alesc.

A previsão da Santur (Santa Catarina Turismo) é de que a movimentação turística vai crescer 5% em relação ao veraneio do ano passado, quando 8 milhões de pessoas visitaram o Estado.

Conforme o Conselho Estratégico para a Infraestrutura e Transporte e Logística Catarinense, as rodovias de Santa Catarina precisam de investimento de 2, 85 bilhões de reais.

Do total, R$ 1,55 bilhão para estradas federais e R$ 1,3 bilhão para obras em vias estaduais. O Conselho sugere ainda a necessidade de obras de contorno de Joinville e da região entre Penha e Porto Belo.

“Rodovias que cortam as principais cidades do nosso Estado como as BRs 101, 280 e 470, contornos como o da Grande Florianópolis e o de Joinville, necessitam de atenção. Obras inacabadas - algumas há 10 anos aguardando a finalização como é o caso da BR-280. Duplicações que não saem do papel, estradas estaduais com buracos e pouca iluminação. Contornos viários e elevados que não avançam. Situações que colocam em risco a vida dos catarinenses e turistas que circulam pelo nosso Estado” pontuou o jaraguaense.

Caropreso lembrou ainda que Florianópolis, um dos principais destinos turísticos do país, tem o segundo pior índice de mobilidade do mundo e o deslocamento mais complicado entre 21 das principais capitais brasileiras, conforme estudos da UNB, Universidade de Brasília.

“Precisamos urgentemente mudar essa realidade. Santa Catarina não pode continuar com uma malha viária totalmente precária. Não existe desenvolvimento econômico, não existe turismo, não existe mobilidade sem estradas seguras. Infelizmente a falta de mobilidade está atrasando o nosso Estado. Atrasando o potencial do turismo, do desenvolvimento catarinense” completou.

Balanço positivo

Antídio Lunelli (MDB) fez ontem a última reunião de 2018 com o secretariado. Segundo o prefeito, foi momento de agradecer ao primeiro escalão pelo empenho durante todo o ano, considerado positivo e de muitos avanços. No encerramento do encontro, a irmã Edna Bitencourt deu uma benção para os secretários.

Saúde digital

O secretário da Saúde de Jaraguá do Sul, Dalton Fischer, adianta que em fevereiro deve estar funcionando um aplicativo que irá possibilitar aos usuários do sistema público uma série de serviços online, como confirmação de consultas, pesquisa sobre serviços e prazos, lista de médicos, etc... O aplicativo está sendo desenvolvido pela empresa Olostech.

Espaços para adoção

A Lei nº 7.815/2018, que trouxe uma série de atualizações ao Programa Adote o Verde, foi publicada no Diário Oficial dos Municípios. Sancionada pelo prefeito Antídio Lunelli, a lei possibilita a adoção não só de canteiros públicos, mas também de espaços verdes diversos, como praças, rotatórias e trevos.

Atualmente, 15 dos 68 canteiros públicos e praças passíveis de adoção são de responsabilidade de empresas. O programa prevê a divulgação da empresa adotante e especifica quais espécies de plantas e flores são as melhores para cultivar nos ambientes.

Educação para jovens e adultos

A Federação das Indústrias de Santa Catarina, por meio do Sesi, formalizou convênio com a Secretaria de Educação da Prefeitura de Massaranduba com o objetivo de ofertar no município o programa EJA - Educação de Jovens e Adultos.

Inicialmente serão oferecidas 110 vagas nas primeiras turmas do projeto. Informações e inscrições na Prefeitura.

“A expectativa é a melhor possível no sentido de trazer para o município ações que ajudem a melhorar não só a estrutura de educação tradicional como também a que prepara para o mercado de trabalho”, assinalou o prefeito Armindo Sesar Tassi.

Acordo entre PP e MDB

Um acordo inédito garantiu a eleição do vereador Lairton Müller (MDB) para presidente da Câmara de Vereadores de Corupá. Além do voto do correligionário Jony Tribes, Lairton contou com apoio da bancada do PP, Sidnei Schwerdtner, Adalberto Maia e Andressa Schmitt.

Na outra ponta, Felipe Rodrigues, do PSDB, teve quatro votos. Ao discursar depois da vitória, Lairton disse que as decisões a partir de agora serão tomadas em conjunto com a base aliada ao prefeito João Carlos Gottardi (PP). É esperar pra ver.

Aumentou

A arrecadação estadual teve um aumento de 15% em novembro, no comparativo com o mesmo mês de 2017. O aumento este ano chegará a 9%.

Encontro com Bolsonaro

O governador eleito Carlos Moisés (PSL) cumpriu agenda em Brasília, ontem. O principal compromisso foi uma reunião com Jair Bolsonaro (PSL).

Além de temas que são comuns a todos os governadores, dentre elas a questão da distribuição dos recursos dos tributos, o pacto federativo, as necessidades de refinanciamento da dívida pública, também tratou de temas específicos de Santa Catarina, as demandas já elencadas como prioridade e também a formação de ambos os governos.

Participaram do encontro os deputados federais eleitos pela sigla, Fabio Schiochet, Daniel Freitas, Caroline de Toni e Coronel Armando.

Investigação arquivada

O Supremo Tribunal Federal (STF) arquivou o inquérito que investigava o suposto repasse de R$ 500 mil da Odebrecht para a campanha de Napoleão Bernardes (PSDB) a prefeito de Blumenau em 2012, que teriam sido intermediados pelo senador Dalírio Beber (PSDB).

A investigação havia iniciado em março de 2017, quando os nomes dos tucanos foram incluídos na chamada lista de Rodrigo Janot, então procurador-geral que determinava a investigação das relações da empreiteira e políticos com abertura de 83 inquéritos.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?