Vendas e amor? Tudo a ver. Quem quiser vender um produto ou conquistar uma pessoa tem que andar pelos mesmos e semelhantes trilhos, o das vendas e o da conquista amorosa. Vamos ver. Estava lendo sobre uma “invenção” de alguns espertos que querem ganhar dinheiro, nada contra se estiverem dentro da lei. Estão. A tal invenção é o neurobusiness. Essa história de neurobusiness vem da mesma família dos inventados neuromarketing, neurolinguística, neuroarquitetura, enfim, uma fileira de tolices que na verdade sempre estiveram nos braços da Psicologia, mas por uma questão de mercado, para enganar os “distraídos”, os espertos colocam antes do substantivo o prefixo “neuro”, dando um aspecto de ciência ao que, na verdade, para muitos, é apenas neuropicaretagem... Eu lia que para vender, você deve usar de argumentos bem mais de ordem emocional que racional. Faz sentido. Seu eu quiser vender uma máquina de lavar para uma dona de casa não vou ser otário e dizer a ela que a máquina lava bem, é prática, qualquer criança a pode ligar e desligar, que o preço é bom, que o modelo é bonito... Eu tenho que dizer à cliente dos confortos e vantagens que ela vai ganhar com “esta” máquina, tempo que ela vai poder usar com os lazeres e passatempos dela ou mesmo dedicando à família, ou dizer que “esta” máquina lava com tal qualidade que a cliente vai aparecer diante das amigas sempre com roupa “nova”, tão limpas elas estarão...enfim. Usar do emocional bem antes do racional. Quem quer vender por argumentos racionais não vai vender ou venderá muito pouco... Bolas, você está cansada/o de saber disso. E, por acaso, não vale o mesmo para as nossas conquistas amorosas? Um homem não se vai aproximar de uma mulher e começar a dizer a ela que ele paga as contas em dia, que é um obstinado da pontualidade, que respeita muito os avós, que não gosta de ultrapassagens indevidas, que vai à missa aos domingos etc., etc. Se começar o relacionamento com essa conversa vai ficar chupando o dedo, a mulher vai pedir licença para ir ao banheiro e sumirá. Racionalidades e obediências civis não conquistam ninguém, mas... Se ele disser que ela é encantadora, que tem olhos de feitiço, que ela passa segurança e um ar de boa autoestima e competência no que faz, que passa confiança em quem a ama e blábláblá... Ela cairá de interesse por ele. Claro, o esperto usou das emoções dela. Vender e conquistar, tudo a ver. Quem quiser ficar rico ou ter vários corações batendo em seu favor que que seja dramático/a, bom figurante na novela da vida. Será um abraço. Tática Há crimes e crimes. Há crimes que pela intenção do criminoso não podem ser esquecidos, muito menos perdoados. Inúmeros. Sem essa de ele ou ela pagou com a condenação, com o tempo de prisão, sem essa. Há crimes que precisam ser pagos todos os dias até o fim da vida do bandido/a. Inteiro ele/a não pode continuar... Falta dizer Imagine o muro de sua casa, ou a sacada do seu apartamento todo riscado, desenhos e riscos estúpidos feito por vândalos... O que você diria? Pois é, mas há toupeiras dizendo que isso é arte, arte popular. Nos muros e paredes alheios, claro...