Por que você precisa de dinheiro? Concordo, para ser feliz. E por que você precisa de uma casa própria? Outra vez, para ser feliz. E por que você busca por um amor? Bolas, para ser feliz.

E um trabalho, qual a razão? Ser feliz... As perguntas poderiam se estender ao infinito, as respostas seriam sempre iguais: felicidade. Aliás, o próprio suicídio é uma busca de felicidade. No desespero, olhando para os lados, o suicida não vê saída senão pela própria morte. Mata-se.

Ele não via outra saída, a saída menos penosa era matar-se... É desagradável para muitos essa verdade, mas é a verdade. Tudo o que fazemos, para o bem ou para o mal dos outros, visa à nossa felicidade, ainda que, não raro, por caminhos estranhos...

Vim até aqui para lembrar de alguns investimentos que podemos (e devemos) fazer para chegarmos um pouquinho mais perto dessa garota fugidia que atende pelo nome de felicidade. Mas como já disse, tudo ou nada nos pode fazer felizes, felicidade é uma decisão soberana da mente humana, de nada mais. Felicidade não precisa de nada externo.

Roteiro para a felicidade? Pergunto: - Já fizeste hoje algum “pequeno”, mas indispensável, depósito na tua poupancinha? Não, não falo de dinheiro no banco, falo da poupança da mente. Todos os dias temos que aprender alguma coisa nova. É o enriquecimento da mente, que precisa ser feito diariamente. Um dia perdido é um dia para nunca mais... Sem uma mente, memória, rica a pessoa vai ficando cada dia mais pobre, da pior pobreza: a dos vazios da cabeça.

Outra lembrança. Precisamos também investir, hoje, em algo material para desfrutar no amanhã. Sem esse cuidado, a velhice vai ser dura, senão gravemente dependente de alguém.

E os investimentos na espiritualidade? – Ah, Prates, não me aborreças com espiritualidade, ninguém paga as contas que espiritualidades, com crenças vãs! Não diga isso, nem brincando.

Sem não tivermos um credo, uma fé sobre algo acima de nós, nossa vida fica sem bússola, sem um norte de esperança. E não adianta o sujeito bater pé e proclamar-se ateu. Sendo humano, é um desamparado, um solitário. Ter um credo, seja no que for, é um amparo, mas... Inobstante tudo o que disse, cada um na sua e todos na mesma roda gigante, procurando enxergar a felicidade e chegar mais perto dela. Difícil.

Curso

Você quer aprender a ser feliz? Então, prepare o passaporte, alguns bons dólares e... meta-se num voo para Sidney, na Austrália. Lá existe o Instituto da Felicidade, você faz a matrícula e vai estudar por horas e horas os roteiros da felicidade. Diga-me pode uma coisa dessas! Claro que pode, o que há de gente por aí gemendo debaixo dos lençóis, depressivos de toda sorte. De fato, há louco pra tudo...

Leitura

Vivo dizendo isso, e apareceu um parceiro, economista de Harvard, Richard Murname. Ele diz que – “Todos os candidatos a emprego precisam, antes de tudo, de um amplo vocabulário. Se você fizer uma pesquisa on-line, terá milhares de respostas. Você precisa conseguir distinguir quais dessas respostas são úteis para resolver seu problema. Por isso, é fundamental que o trabalhador seja um leitor eficiente hoje em dia”. Bah, raríssimos. O que anda por aí tropeça no abc...

Falta dizer

Ela é 36 anos mais jovem que o marido. Ele é empresário, riquíssimo. Olhe o que ela disse numa entrevista: - “Da mesma forma que ele tinha dinheiro, eu tinha beleza e juventude. Foi uma troca, do que adianta um homem ter dinheiro se não tem prazer”? Ela deve ser da “bolsa de valores”.