Diga aí, leitora, quem você acha que é um coitadinho, uma coitadinha. Hein? Diga lá, quem? Diga alto, para você mesma. Agora me diga, tens mesmo certeza de que essa pessoa é uma coitadinha? Duvido. Não existem coitadinhos, leitora, leitor, não existem. O que existe é gente se fazendo de coitadinha, forçando a ideia de indefesa, de desamparada, isso e mais aquilo. Coitadinhos mesmo, bah, não creio. Estou dizendo isso porque acabei de ler uma notícia num jornal do Rio e quase me joguei da sacada, tanta a raiva que senti. Quem leu o fato sem pensar, quem se alça à condição de pessoa boa, compreensiva, pode cair na arapuca de pensar que a notícia envolve mesmo uma coitada, mas é equívoco. E como não acredito em bonzinhos nem nos coitadinhos... A notícia contava do elevado número de mulheres que está sendo demitido de empresas de todo tipo em São Paulo e em todo o Brasil. Nada de novo, e o responsável por tudo isso sabe-se bem quem é, não é mesmo, desempregado Lula? Ocorre que as mulheres não estão apenas sendo demitidas, muitas estão desistindo do trabalho porque não têm onde deixar os filhos, elas precisam cuidar deles e da casa. Claro, nesses casos não há maridos, eles caem fora logo após a “entubação”... Mas a parte da notícia que me incomodou mesmo foi a que contava de uma mulher, empregada doméstica, que teve que largar tudo porque não tinha onde deixar e com quem deixar os filhos, ela acabara de ter o “quarto” filho. Ganhava R$ 1200,00 e não tinha a mínima ideia de por onde andam os “pais” desses quatro filhos. Esse é o ponto e a causa da minha irritação. Como é que alguém que não tem onde cair morta faz “quatro” filhos, como? E ninguém diz nada. Sim, eu sei, alguns da esquerda entupida dizem que é direito dela ter filhos, isso e mais aquilo. Mas quem é que disse que ela não tem esse direito? Direito tem, o que ela não tem é responsabilidade, vergonha na cara. É essa promiscuidade existencial de certa gente que irrita. Depois levantam o dedo pedindo bolsa para isto, bolsa para aquilo, creches, merendas especiais, e tudo o mais que os trouxas da “elite” pagam. Quatro filhos e na miséria? “Tchau, querida”, devem ter dito os vários maridos dela...

* * *

Boa Sim, sei, se o candidato não mentir aos eleitores, prometendo fantasias, não se elege, sei bem disso. Mas, sem exageros, não é, dona Hillary Clinton? A loira está prometendo, se for eleita, liberar para ufólogos documentos secretos da Nasa e da Aeronáutica americana, o famoso arquivo da Área 51, que teria até cadáveres de extraterrestres. Bem capaz que os “fardados” do Tio Sam permitiriam isso, bem capaz. Mas para fazer média, a loira promete essas bobagens. Deve ter aprendido com Obama, que vai entrar para a História... como o pior de todos os presidentes americanos nascidos e por nascer... Falta dizer Você sabe, leitora, qual é a coisa mais importante que se pode fazer para melhorar o mundo? Educar as meninas. E só pai e mãe podem fazer isso.