Você já ouviu a expressão “dormir com as galinhas”, pois não? Essa expressão não veio de graça, há uma boa razão para ela. Razão de ordem biológica. Nós, humanos, não podemos esquecer que somos bichos, animais. É duro admitir essa verdade, mas não há como contestá-la, somos bichos sim... E os bichos, como bichos, nós inclusive, são regidos pelo ritmo circadiano, isto é, temos uma programação natural dentro de nós para convivermos bem com a luz e com a escuridão, uma característica natural dos bichos para a sobrevivência deles. Ir “dormir com as galinhas”, isto é, cedo, faz bem à saúde. E o horário correto para irmos para a cama seria (?) o pôr do sol, o início da noite, e o horário para levantar seria (?) o do nascer dos primeiros raios de sol. Isso é o saudável, tanto para os humanos quanto para os bichos... Mas não é o que os bichos humanos fazem. Tudo bem, descontadas as necessidades de trabalho, compromissos de toda sorte, etc. etc., vamos para a cama tarde ou bem tarde. Sim, mas e as crianças? E era aqui que eu queria chegar. Há, outra vez, uma séria discussão entre americanos e alguns europeus sobre o “crime” de fazer crianças levantar cedo para ir às aulas da manhã. Dizem que é um abuso contra o bom humor das crianças e dos adolescentes, dizem que eles não aprendem como devem ou deviam em razão de estarem caindo de sono durante as primeiras aulas da manhã. Certo? Não. Estupidamente errados, os abobados que defendem essa ideia. Por que razão as crianças e os adolescentes não vão para a cama às 9h da noite para levantarem às 6h e prontos para as aulas? Porque os pais tapados não os disciplinaram para isso. Essas “pobres” crianças e adolescentes, todavia, ficam até à madrugada nos computadores fazendo todo tipo de orgia sexual e os pais “ingênuos fingem não saber, depois, é claro, não têm como estarem bem para ir às aulas cedo pela manhã. Se todos fôssemos para a cama na hora das galinhas, teríamos mais saúde e bom humor, sem dúvida. Sim, sei, é preciso dar todos os descontos dos nossos compromissos modernos, mas o corpo, a essência humana, não tem nada a ver com isso; bichos precisam seguir o ciclo circadiano, as normas, as leis do corpo. Fora disso, só prejuízos. Mas vá dizer isso para os “educadores” da pedagogia do amor, a pedagogia do “vale tudo para as crianças”... Elas bem que podem, sim, ir para a cama com as galinhas, basta que tenham pai e mãe. Beach O que os pais têm que dizer aos filhos, mas desde o berço, é que a melhor beleza, o melhor poder, é o da cabeça. Quem tiver boa cabeça, boas leituras e boas ideias irá longe e provocará invejas. O mais é futilidade de gentinha. Mas não adianta dizer isso na adolescência, é muito tarde. Falta dizer Numa roda de chopes, amigos/colegas discutiam que carro cada um deles tinha... Bah! Seria bem melhor, mas isso é utopia, que estivessem discutindo o último livro que cada um deles leu...