Só lemos e ouvimos o que nos interessa, certo? Pois é, mas essa postura é típica das pessoas obtusas. De repente, podemos ouvir alguma coisa que por princípio não ouviríamos e... que acaba mudando a nossa vida. As pessoas mais sensíveis sabem disso, a maioria, obtusa, recalcitra nos seus interesses.

Acabam ficando para trás e se queixando da sorte. Não raro, já é tarde para esse queixume. Já fui longe. Vamos à conversa de hoje. Imagino que você seja jovem ou “razoavelmente” jovem. Mas não me perguntes o que é ser razoavelmente jovem...

Está em andamento em São Paulo o XII Fórum da Longevidade, um encontro que reúne especialistas “em vidas humanas”. Muito interessante.

Vim até aqui porque a proposta dos promotores do Fórum fecha com o que eu penso e, você sabe, sempre concordamos com quem pensa igual a nós. E que só prestamos atenção ao que nos interessa. Como eles estão dizendo no Fórum o que eu digo por aqui, concordo com eles. E o assunto faz-nos abrir as orelhas: longevidade.

Em resumo, o Fórum trata de viver longamente e com saúde. E os pontos mais discutidos são: Conhecimento, Saúde, Relacionamento Social e Equilíbrio Financeiro. Então vamos lá.

O que é Conhecimento? É a pessoa investir continuadamente na cabeça, na memória, é não se acomodar porque já tem idade ou porque está aposentado/a, a pior danação da vida.

Aposentadoria mata os homens mais cedo, quando se aposentam e desligam-se... Já as mulheres quando se aposentam do trabalho não se aposentam da vida, da família, do marido molengão, dos filhos, dos netos, da vizinhança, de tudo. A mulher é mais ativa e aí está uma das razões por que elas também vivem mais.

Relacionamento social é ter e fazer amigos, desde cedo, é não ser um bicho entocado, pijama, poltrona e programas idiotas na televisão, deixando o tempo passar...

Saúde é cuidar-se, sempre. É fazer exames médicos regulares, não esperar pelo surgimento de sintomas que muitas vezes quando aparecem já é tarde. Até nisso as mulheres são mais ativas, cuidam melhor da saúde.

E equilíbrio financeiro deve ser iniciado na infância, poupar, investir, pensar no amanhã. Sem essa de ajudar filhos mandriões ou netos vagabundos. Alguma novidade? Nenhuma, mas... Vá dizer isso para os velhos que passaram pela vida vendo a banda passar... Em que degrau da “escada” você está? Abra o olho.

Despiste

Esses “alunos” tinham que levar um “encontrão”. Manchete de um site jornalístico: - “Crise leva brasileiros a buscar aulas sobre como poupar”. – Ah, coitados, não sabem poupar!... E como é que sabem gastar? Gastar é o inverso de poupar, não sabem disso, precisam de um curso? Falta de laço. O de que esses tipos precisam é de uma boa crise na vida, o que eles por certo ainda não conhecem.

Cuidado

Pais e mães, ouçam esta, vem dos Estados Unidos: - “Glaucoma pode surgir na adolescência por causa de remédios para a atenção”. Significa: muitos estão medicando crianças que não param quietas na escola, por exemplo, ou em casa. Inventaram uma história chamada de Hiperatividade e Déficit de Atenção. Isso não existe, existe criança chateada, desinteressada, só isso. No que as interessa são atentas e saudáveis. Parem de medicar – perigosamente - crianças saudáveis.

Falta dizer

Muito feio, é crime de caráter o sujeito “cavar” licenças médicas para ficar fora do trabalho. Mais cedo ou mais tarde, o embusteiro será desmascarado, ou desmascarada, e vai acabar no olho da rua. Bem feito! E aí, vai precisar de um atendimento médico: psiquiátrico. Merecidamente.