Caso você esteja nesse rolo, caso você esteja numa situação parecida, cuidado, abra os olhos. E se você fizer essa “pesquisa” que está entrando na moda vai acabar caindo fora, duvido que fique com o namorado/a ou pretendente a casamento. Duvido muito. Entrando no assunto, “ouça” esta manchete: - “Antes de casar, consulta ao ex do outro pode ser útil”. Encurtando a conversa, está entrando na moda, entre pessoas um pouquinho acima da média que anda por aí, ele ou ela procurar pelo ex dele ou dela para saber da personalidade do “produto”. Tudo com o propósito de evitar grandes equívocos numa escolha inadequada. Só que tem uma coisa. Se você, ou qualquer um, for saber da vida pregressa do pretendente e for buscar as informações com a pessoa que anteriormente viveu com seu pretendente a casamento, por certo, vai desistir. Se o ex, ele o ela, for pessoa de boa vontade vai dizer nos detalhes dos podres, dos defeitos do ex... Ora, quem se separa, quem toma a iniciativa da separação não vai fazer isso senão por aborrecimentos acumulados e frustrações das mais diversas na relação com o ex, ele ou ela. Ou você conhece alguém que se separou porque a pessoa era muito boa, justa, honesta, legal mesmo? Ora bolas. De qualquer modo, acho interessante essa “pesquisa”, ainda que saibamos que quem está de olho em alguém fica tonto e “cega/o”, não vê e não quer ver defeitos no “amado/a”. E depois, é claro, vai chorar e se queixar na delegacia... - Credo, Prates, que horror! Horror é se atirar no desconhecido sob pretexto de estar amando, apaixonada/o. Enfim, acho muito interessante que pessoas procurem pelo ex dele ou dela para saber bem onde pretende amarrar o seu burro... E ninguém melhor que um ex... E se essa pesquisa for de igual modo feita por alguém a fim de fazer negócios, seja com quem for, vai dar zebra, não vai sair o negócio, por certo. E com esse tipo de pesquisa, tenhamos a mais absoluta certeza: vão desaparecer os casamentos e os negócios. - Ah, e com relação ao ex, dele ou dela, é claro que o ex, ele ou ela, só vai contar dos defeitos, para não dizer a palavra mais adequada, podres. VANTAGEM Uma vantagem pelo menos houve para o mundo de milhões de mulheres com a derrota da Hillary Clinton na eleição americana. Mulheres costumam imitar as roupas das famosas... Baita perigo. A Hillary não tirava aqueles terninhos de idosas fora de moda, um horror. Imagine se a moda pegasse. A idade não é desculpa para as mulheres se entregarem, que não o façam, o “velho” companheiro pode perder totalmente o “entusiasmo” e aí a história vai ficar encardida... FALTA DIZER Depois, certos jornais se queixam da crise. Um “grande” jornal de Florianópolis coloca em página inteira na capa de um caderno de cultura a foto de um homem vestido de mulher – Drag Queen – de pernas abertas, mijando. Eu queria a todos que participaram dessa “reportagem” na minha delegacia, para que depois tivessem razão de se queixar da “crise”... Despudorados!