Mais das vezes, a verdade esvoaça diante do nosso nariz e não a vemos, estamos muito “ocupados”, ocupados com tolices. – “Ah, mas eu não sou assim...”. Não sei, não sei! Abri o jornal e parei numa página de Economia, um consultor de Finanças Pessoais dava conselhos. Quase sempre, fico furibundo com os “conselhos” que são dados nas páginas de Economia. Como se os marmanjos não soubessem que devem administrar bem o dinheiro, gastá-lo com prudência e poupá-lo/investi-lo sempre ao longo da vida. Será que existe alguém que não saiba disso? Se fazem de sonsos, isso sim. E a primeira desculpa do sonso é – “Ah, eu ganho pouco, não sobra nada, imagina poupar”! É a frase favorita dos perdedores na vida. No artigo que acabei de ler, o consultor apontava caminhos, um deles: - “Invista em educação própria”. Bah, venho dizendo isso faz tempo nas minhas palestras, e até cito uma publicidade do banco HSBC que diz que – “O único investimento com retorno garantido é você”. Se você investir em você vai ter bons “lucros” e muitos ganhos pessoais na vida social. O retorno vai ser de primeira classe. E para esse investimento, ninguém pode dizer que não tem recursos nem tempo. Se a pessoa me disser que não tem tempo para ler mais, para se informar melhor sobre seu trabalho, para investir, enfim, em algo que lhe faça melhor a personalidade e o caráter, vou chamá-la de vadia. Se alguém me alegar que levanta cedo, às 6 da manhã, vou “aconselhá-lo” a que levante às 5h. Vai ter uma hora “sobrando” para ler, para estudar, para informar-se sobre seu trabalho, para tudo. É um investimento com retorno garantido. Digo mais. Todos temos que permanentemente investir nas qualidades da personalidade para que nos tornemos melhores amigos, pais, mães, cônjuges, funcionários, diretores, o que for, todos temos muito a aprender. Sem essa de que “estou nessa área há 35 anos, não tenho mais o que aprender sobre ela...” Quem diz isso é um pobre diabo, não aprendeu com os pais que sempre sabemos muito pouco sobre o muito de que precisamos. Buscar o “improvável” no trabalho e nas virtudes humanas é obrigação de todos nós, salvaguardados, é claro, os vadios existenciais. O calendário da vida está diante de nós, façamos nele e dele uma grande poupança/investimento nas virtudes da personalidade, dos saberes da mente e dos predicados do caráter. Só os fracassados da vida não podem. Grosseria Já me disseram várias vezes que sou muito grosseiro no falar. Pode ser, mas é intencional. Se você for muito doce, te comem... E a maioria das pessoas precisa ser “empurrada”, sacudida. Mas, se a pessoa for inteligente vai notar que o empurrão foi para o seu bem. É um tipo de “pedagogia dos melhores quartéis”... Os bons aprendem quando são acordados, os perdedores da vida não aprendem nem quando caem da cama... Falta dizer Florianópolis. Não fosse o sol cáustico, eu não teria pena dela. Devia ter uns 7 aninhos, menina, segurando na frente de um boteco um cartaz: Vende-se sacolés. Trabalhando para a família. Abençoadinha!