O dinheiro dela e dele

Colunistas

Por: Luiz Carlos Prates

sábado, 04:00 - 25/06/2016

Luiz Carlos Prates
Gosto de provas, sem as provas as pessoas podem pensar que você está inventado a história contada. Faço isso nas minhas palestras, levo comigo o que chamo de “a prova dos autos”, mesma coisa do tribunal do júri. São pesquisas, estudos, perícias, “provas”, enfim, sobre o que vou falar. Agora, por exemplo, tenho a minha frente uma “prova” do que há tempos digo em minhas palestras: que o dinheiro é mais importante que o sexo nos casamentos. E é. Agora o SPC Brasil e a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas acabam de nos fazer saber sobre uma pesquisa: dinheiro e paz no casamento, ou dinheiro e brigas nos relacionamentos. Dá no mesmo. A manchete da pesquisa diz que – “Dinheiro é a principal causa de brigas conjugais”. E quem não sabe disso? Ou ele ou ela gasta mais do que deve, ou os dois gastam mal e um acusa o outro das dívidas da família. Uma encrenca. Mas o meu recado, ou preocupação, é com as mulheres. Durante muito tempo as mulheres não tinham saída: ou casavam ou iam ter muitas e muitas encrencas na vida. Na verdade, tinham encrencas era no casamento. Mulher tutelada, mulher que vive sob as asas financeiras do marido é mulher que tem que falar baixo, gastando só o que ele permite... E é por isso que nas minhas palestras em escolas digo bem alto às gurias: - Não sejam burras, estudem, aproveitem as aulas, depois tornem-se profissionais competentes em alguma área e ganhem dinheiro. E só depois de ganhar dinheiro é que podem pensar em casamento, antes é burrice, é buscar a dependência de um “chefe”, de um marido que bem pode viver dizendo à mulher que ela fique quieta, que ela precisa dele... Ora, mulher nenhuma precisa de homem para viver, sob nenhuma razão. Quando os dois pratos da balança das igualdades não estão bem equilibrados entre homem e mulher vai haver encrencas sérias no casamento, mais cedo ou mais tarde. Para evitar que essas encrencas tornem tedioso ou insuportável o casamento é preciso que os dois tenham sua renda mensal, e dividam responsabilidades. Não é o que acontece com muitas mulheres, tristemente! Estamos conversados, garota? Ou você continua pensando que se casar com esse – bem provável - calça-frouxa do namorado vai ter sua vida emancipada? Se pensar assim, coitada de você, coitada. Mas depois não se queixe. Arrume-se na vida, primeiro. Futuro Leonardo da Vinci dizia que “chegará um dia em que os homens conhecerão o íntimo dos animais e, então, um crime contra qualquer um deles será considerado um crime contra a humanidade”... Ah, meu caro “Leo”, o tempo tem passado e os estúpidos continuam maltratando animais. Mas o que é deles está guardado: o pior inferno... e na vida, aqui mesmo... Falta dizer Maioria da humanidade perde tempo com tolices. Cuidado. Vá atrás do seu entusiasmo antes que seja tarde. Case por amor com esse entusiasmo. E serás feliz.
×