Não pode dar certo, ele tem 74 anos, ela 22. Vão casar, ele já disse isso e ela se arreganhou em sorrisos. Estão juntos na Europa. Ele é conhecidíssimo da televisão, você sabe tudo dele, aposto os 10 dedos. Pode não simpatizar com ele, mas que o conhece, o conhece. E outra coisa, é um baita ator.

Mas por que o casamento deles não vai dar certo? Palpito. Porque casamento tem que ser casamento. Queres um exemplo? Entrelaces os dedos, como se fosses fazer uma oração. Viste como os dedos se “casaram”, se juntaram sem folgas nem desavenças... Isso é casamento.

Um sujeito 52 anos mais velho que a mulher, ou bem mais velho, não será uma pessoa feliz, salvo se esse casamento tiver segundas intenções. Ele pode desejar ficar com ela por um tempinho e ela pode ganhar fama e decolar como cantora, atriz, modelo, o que for. Aí, tudo bem.

E tem outra coisa. Uma jovem de 22 anos tem a vida pela frente, muitas sonham em construir uma carreira, família, filhos, uma boa casa, carro, viagens, prazeres, enfim, inerentes à idade. Já um sujeito idoso sabe de tudo isso, já percorreu esses caminhos, não mais lhe sobram grandes encantos.

E um casamento para dar certo precisa unir duas pessoas com propósitos e anelos semelhantes, não pode dar certo quando um “já foi” e o outro “quer ir”. Ela quer ir ao circo e ele ao museu...

A jovem de 22 anos quer dar uma saidinha, já o sujeito “vivido” diz que está cansado, amanhã talvez... O cansaço tanto pode ser físico quanto psicológico, afinal, ele já foi a esse tipo de festa ou viagem muitas vezes.

Nada lhe é novo diante dos olhos, já para ela tudo é novidade. Não pode dar certo. Mas eu sei, muitos “idosos” juntam-se a pessoas bem mais jovens porque a energia, o frêmito dos jovens passa-lhes essa energia, distrai e eleva os já cansados da vida.

Mas isso é uma coisa, outra é “casamento”, esse para dar certo precisa ser entre iguais. Sem falar do constrangimento de o marido ter que dizer a todos que não, que a moça ao lado não é neta, é esposa. Bah. Diz que é brincadeira, amigo, diz.

Pax

Pax era a deusa da paz para os romanos antigos, latim. Você sabia que na década de 80, século passado, Nova Iorque teve uma rádio chamada de Rádio Pax, que só transmitia música orquestrada, notícias boas e normas de princípios corretos para uma vida saudável? Tinha.

A rádio “quebrou”, por falta de anunciantes e audiência do povo. O povo, regra geral, não vale nada, só quer chumbo... Nos outros. Safados.

Gurias

Ei, guria, é contigo a conversa. Sai dessa vidinha de andar nos rebanhos, todas por igual e fazendo por igual. Queres ter muitos “haters”, escondidos pela admiração? Torna-te diferente.

Qualifica-te para um trabalho, uma arte, ponhas muitos livros dentro da cabeça, melhores a fala, troques as roupas da moda vulgar pela decência discreta das diferentes pela qualidade melhor. Fácil, não achas? Tudo contigo!

Falta dizer

Você, que é pessoa prudente, sensata, que preza pela sua vida, atravesse a rua quando der de cara com um agitador sem nada nos miolos, tipo os que andam em agarramentos e descrendo da boa higiene, dos distanciamentos e das máscaras.

Deixe esses tipos se danar sozinhos. Na UTI da vida eles vão aprender, ainda que já agora vivam no fogo do inferno de suas vidas disfarçadas.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul