Posso lhe fazer uma pergunta inocente, para não dizer uma pergunta idiota? Obrigado! Diga-me, quando você está bem equilibrada, equilibrado, você cai? Ou o risco de cair é maior quando você está desiquilibrada/o? Nem é preciso responder... O equilíbrio de que falo e o equilíbrio que você entendeu é o equilíbrio do corpo físico, certo? Sem dúvida.

Agora me diga, por que razão seria diferente se o equilíbrio ou desiquilíbrio fosse emocional? Dei esta volta no quarteirão da sua paciência para chegar a esta manchete, manchete que resultou após o encerramento do 40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – “Estudo associa enfarte à falta de perdão”. Traduzindo falta de perdão: É um sentimento amargo de ressentimento, de viver a pessoa mastigando urtigas de raiva, de vingança, ódios ou parecidos. Só que isso é tão velho quanto Adão e Eva no paraíso... É preciso um encontro nacional de médicos para chegar a essa “velha” novidade? Francamente!

Pessoas do tempo antigo, que não sabiam que o coração é uma bomba de mandar e receber sangue, criaram a ideia de que nossa vida emocional está no coração, que o coração é a sede das emoções, o ninho do amor. Negativo. O coração é um “sofredor” do que se passa de errado em nossa cabeça, isso sim.

O que nos mata na vida ou o que nos dá vida é o modo de pensar, e ao meio dos pensamentos há as ideias de inquietação, revanches, ódios, ressentimentos, enfim, duradouros e fatais. Esses sentimentos produzem alterações na frequência de dosagens de hormônios, corrosivos, como cortisol e adrenalina na corrente sanguínea. Tudo passa pelo coração que tem seus ritmos alterados e... Lá adiante, pifa, mata o endiabrado dos pensamentos ruins e longamente acumulados. Pouco se fala disso, que o que nos mata são os pensamentos, a cada pensamento corresponde um tipo de reação física, mais das vezes, danoso.

Essa história de – Ela vai me pagar, um dia eu pego ele, ele não sabe com quem se meteu, tenho muito medo, nunca vou esquecer o que me fizeram... E frases do mesmo tipo, matam. Todos as fazemos, em maior ou menor grau. Ah, e para terminar, o coração só é “culpado” das encrencas por que passa quando “nasce” com uma deformação, o mais é tudo por nossa culpa, culpa do andar de cima, da cabeça tresloucada.

 

Sucesso

Quem vive em paz, vive a felicidade na vida. E como passamos as melhores horas do dia, dos melhores anos de nossa vida no trabalho, é preciso que nesse trabalho tenhamos paz e entusiasmos. Pelos corredores de qualquer empresa encontramos colegas “venenos” e colegas “vacinas”. Os que nos derrubam e os que nos ajudam. É abraçar as vacinas e fugir dos venenos. Sem ruídos.

 

Cuidados

A pessoa que se cuida como um bom produto de mercado, (e somos um produto de mercado) cuida de sua fala, de seus modos, de suas roupas, de sua dignidade e respeito e de sua continuada busca por qualificação. Agindo assim, com certeza, será uma pessoa de sucesso. E quem não pode seguir esse roteiro? Os desatentos do – “Sou como sou e não vou mudar”. Fracassados.

 

Falta Dizer

O 14º Batalhão de Polícia Militar de Jaraguá do Sul lança campanha em para combater a violência doméstica. Aplausos ao pessoal da nossa valorosa PM, mas... Essa campanha tem que começar pelas “mulheres”, elas não devem esperar pelo primeiro tapa para só depois reagir. Esse primeiro tapa costuma aparecer, dissimulado, já no “primeiro” encontro. Mas elas não querem ver...