Você me pode chamar de abobado, não vou ficar brabo. Aliás, na imprensa e na televisão brasileira de hoje, especialmente, estamos precisando de mais abobados e não estou, no caso, falando de mim ou me incensando. Ando até aqui de imbecis que “cumprem roteiros” de seus chefes pregando contra a família, a decência, a ordem e ao progresso. São esses patifes que colocam em rede nacional num domingo, por exemplo, reportagens demoradas para acabar com meninos e meninas... Será que preciso ser mais claro? São canalhas que dizem que pedofilia, zoofilia, taras de toda sorte, são arte... Pútridos.

Mas o que quero mesmo dizer, leitora/or, é que precisamos de um pouco mais de levezas na vida. E vou dar um exemplo bem brega, um exemplo meu. Costumo, toda vez que reencontro uma amiga, tenha ela a idade que tiver, sugerir que ela escreva um livro... Minhas amigas costumam piscar e me perguntam de imediato: Escrever um livro? - Sim, um livro, meu amor, um livro sobre como ficar cada vez mais bonita!... Elas ficam sem jeito.

Você pode dizer que essa minha brincadeira é de uma tolice, de uma breguice do século passado... Até pode ser, mas duvido que qualquer de minhas amigas ao ouvir essa frase saia aborrecida.

Acabei de ler meu horóscopo, já disse, inúmeras vezes, que horóscopos hoje são mensagens de incentivo, filosofias e psicologias de vida, nada de prognóstico e menos ainda de previsões depressivas ou assustadoras, nada disso.

Pois fui ler o meu horóscopo e encontrei esta mensagem: - “Contatos com pessoas de fora do país, estudos, viagens, atrações para novas ideias, prazer em estudar línguas, em quebrar a rotina, inspiração de fora do comum, tudo isso vem do pacote astral de Vênus em Libra... etc., etc. Comemore”. Vamos convir, é ou não é uma mensagem boa, que eleva, que faz-nos suspirar a espera do melhor? E quanto nos custa isso para repassar aos amigos? Quando nos dizem uma palavra, um gracejo positivo, sorrimos, ficamos felizes... E quanto custa isso a quem diz isso? E quanto nos vai custar para dizermos parecido aos amigos e... por que não a nós mesmos?

Estamos precisando de “ups” para uma vida melhor e famílias mais unidas, e bem menos de tevês estúpidas a serviço do mal.

HORROR

De mal a pior... “Autoridades” ficam de bico fechado diante de uma “tragédia” que envolve milhões de jovens brasileiras. São meninas de dez a 14 anos, especialmente, grávidas ou fazendo abortos clandestinos. Multidões. Pudera! Falar de abstinência sexual ou sexo limpo, responsável, é coisa para bregas, coisa de tiozinho, ora já se viu... E tomem meninas parindo antes do tempo e com graves consequências sociais para elas e para os filhos gerados na clandestinidade. Ah, mas isso é lá em São Paulo. Não é, é aqui na cidade também, e com gente muito “boa” ...

ESTUPIDEZ

Abra o olho, você pode estar ao lado de uma pessoa muito estúpida... Uma pesquisa feita pela DataFolha em São Paulo perguntava a certa altura: - Você é contra ou favor de que sejam colocadas advertências nos rótulos e embalagens de produtos comestíveis sobre a quantidade de sal, açúcar, gorduras e calorias? 9% disseram-se absolutamente contrários. 9% é uma multidão, esses “entupidos” merecem morrer. Eles não querem saber dos venenos que comem? E esses caras “votam”...

FALTA DIZER

Falta dizer que os que vão ser aprovados nos próximos vestibulares, fim de ano, já estão aprovados... E os que vão ser reprovados já estão reprovados. Os primeiros são os que vêm estudando de há muito, e os outros são os vagabundos. Maioria.