Acabei de ler uma bobagem... Não, pensando bem não é uma bobagem, afinal, já disse aqui inúmeras vezes que a psicologia não é ciência exata, em psicologia tudo pode ser e tudo pode não ser... Se a psicologia fosse ciência exata, nos bastaria seguir seus princípios básicos e pronto, lá estaria o resultado esperado. Não é assim.

Acabei de ler sobre “pessimismo defensivo”. Sim, isso existe, o pessimismo que faz bem. Será mesmo? Discordo, mas só vou dizer de como penso depois de lhe falar do tal “pessimismo defensivo”. O pessimismo defensivo é aconselhado às pessoas mais ansiosas e pessimista, inseguras. As inseguranças humanas produzem todos os males da cabeça e das ações das pessoas. Vamos lá.

O tal “pessimismo defensivo” não é mais que esperar o pior naquilo que nos assusta. Se você estiver temendo alguma coisa que lhe possa acontecer ou, supostamente, esteja por acontecer, espere o pior. E o que vai acontecer? O “pessimismo defensivo” lhe vai surpreender, o que você mais temia não aconteceu ou não foi nada parecido com o que você imaginava. Em outras palavras, esperar pelo pior não vai doer tanto, afinal, o que mais tememos é, não raro, o que acaba por não acontecer...

Mas prefiro outra postura: a do não esperar pelo pior, a do imaginar o melhor. – Ah, Prates, e se não for assim, e se o que tememos acabar mesmo por acontecer? Concordo, só que com a boa esperança você sofre menos, só vai sofrer depois de o fato ruim ter acontecido. De outro modo, você, pelo pessimismo defensivo, pode sofrer antes e depois. Esperar pelo melhor faz-nos bem às vísceras.

O pessimismo é próprio dos pífios da vida. Demais, é bom não esquecer que nossos pensamentos têm força, têm energia, têm poderes de mudar muito do mundo que nos cerca e até mesmo de energias inimagináveis. Desprezar essa força é ignorância pétrea. Mas que fique claro, esse credo não pode ser apenas labial, ou a pessoa sente a verdade dessa energia no sangue, vive-a com a plena certeza do ar que respira ou... nada feito. O que anda por aí é gente sem fé, sem credos, apenas dizendo-se crentes. As igrejas estão cheias desses tipos desprezíveis. Aliás, os que verdadeiramente têm fé são silenciosos e não vão a igrejas. Melhor é ser positivo, otimista. Ponto. E ponto final.

Verdades
E não me venha um “doutorzinho” desmentir: a pílula anticoncepcional mina, solapa, a saúde das mulheres, elas vão pagar caro pelo uso da pílula, um artifício contra a gravidez, mas ao preço de andar na contramão da fisiologia da mulher. Vão pagar caro ou jestão pagando. E os homens vão se danar com a pílulas para artificializar a potência. Nesses casos, a natureza está na dela, os otários é que não estão... Quem avisa, amigo é.

Falta dizer
Quem quiser ter sucesso na vida precisa aprender a dizer não. A dizer em qualquer situação, se for o caso. Dizer não especialmente na família e no trabalho. Eu, “bonzinho”, já desisti, um perfeito otário. E os espertos descobrem isso logo, logo...