Pensar não faz mal, podemos pecar à vontade no pensamento, pois não? Negativo. Os padres me advertiram que pecamos por pensamentos, palavras, obras e omissões... Ninguém escapa. Afinal, qual uma outra forma de pecar? Com Deus pecamos, com os homens delinquimos... Leis incondicionais para todos.

Dando asas ao pensamento, fico a pensar como seria a reação do mundo se surgisse hoje entre nós um Messias, um sujeito especial, acima de todos os poderes da Terra e com todos os poderes do “céu”... Um sujeito que não pudesse ser abatido e que trouxesse um código de condutas debaixo do braço, um novo Jesus, enfim... Como o mundo reagiria, afinal, para loucos não precisamos de mais nada, e bichos já somos... Só não andamos de quatro porque nos faltam duas “patas”.

Acabei de ler uma notícia e fiquei pensando, pensando depois de ver uma cantora baiana, que eu até achava bonitinha, e que ao cantar ela fala a palavra “gostosa”, mas... Ao cantar a palavra “gostosa” ela põe a mão em seu meio de pernas... Entendeste? Não falta mais nada. Falta apenas que um primeiro apresentador de telejornal tire as calças ao anunciar as manchetes... Vai virar moda no mesmo dia e ninguém será demitido ou preso...

A notícia que acabei de ler trazia como manchete: - “Os boêmios precoces”. E no corpo da reportagem, lia-se – “Troco várias manhãs de piscina por uma boa noite com meus amigos na balada...”. Quem diz isso é uma fedelha de 14 anos... Quatorze anos é idade de brincar de casinha, de ir para a cama às 9 da noite...

E mais adiante, lia-se – “No início os pais de Jasmine iam buscá-la no máximo às 2 da manhã. “Hoje, ela conquistou o direito de chegar dos programas noturnos até às 6 da matina, não tenho como impedir”, diz a mãe da menina. E arremata: - “Ela seria uma estranha em sua turma se eu não deixasse...”.

E assim seguia a reportagem, só que... Essa reportagem, publicada pela revista Veja, é de 1994... Quantos anos? E se já era assim, imagine hoje. Os pais, na verdade, meros reprodutores, já tinham “naquela época” perdido os rumos da prosa, o que esperar então dos dias de hoje? E se alguém puser a mão no fogo por qualquer guria/guri de uns 12, 13 anos ou é muito ingênuo ou burro mesmo... Foi-se o boi com a corda. A maior reforma de que precisamos no Brasil não é a Previdenciária, é a do caráter dos mais velhos, dos pais, para educar melhor os jovens. Pais ordinários. Um novo Jesus? Ou ele desistiria ou lhe ia faltar “relhos”...

Verdade

Daqui a pouco começa o novo ano letivo. Precisamos dizer aos nossos jovens que não ponham na escola a culpa por suas más performances acadêmicas. A escola “reproduz” o aluno em suas notas. E todo método de ensino é eficaz e agradável quando o aluno estuda e quer aprender. Certo, sonsos? Acho muito bom.

Falta dizer 

Se... Cada um dos 11 jogadores de um time entrar em campo pensando – “Todos somos elos da mesma corrente. Eu tenho que resistir para que a corrente inteira não se parta...”. Se os 11 pensarem assim, serão campeões do mundo. Ou a empresa, líder no mercado...