Uma vez me disseram que esse tipo de título – Conversa com elas – afasta os homens da leitura, que eles viram a página. Só se forem muito burros. A revista Claudia é uma revista para mulheres, mas que os homens “espertos” leem, afinal, o que elas discutem entre elas é justamente por eles... Quem souber das ideias delas, chegará mais perto, terá mais para dizer e mais para compreender...

Estou dando muitas voltas, sei que sua paciência é pequena. Vamos lá. Dia destes, na novela Orgulho e Paixão (magnífica, lindas garotas, época, roupas, tudo...) uma personagem pergunta à outra: - “O que pode ser melhor do que casar e ter filhos”? A pergunta se justifica porque é novela de época e naquele tempo pobre da mulher que não casasse... E será que mudou?

Diante da pergunta, o que pode ser melhor do que casar e ter filhos? - a outra garota da novela responde: - Viver!

Seca e objetiva, viver. Será que alguém discorda? E contando essa história, tenho outra para contar, história real, conheço a pessoa... Quatro mulheres estavam num bar, tipo de bistrô, em Florianópolis. Conversa vai, conversa vem, uma delas diz: - Ah, depois do que eu passei, não quero mais saber de homem, casamento ou maternidade, chega, nunca mais...!

E uma das mulheres do grupo, que não conhecia da história dessa moça que fez o desabafo, perguntou: - Mas o que foi que te aconteceu de tão sério? A questionada respondeu: um câncer bravo, que quase me levou... Câncer de quê? - insistiu a primeira. – “Câncer de útero provocado pelo vírus HPV que peguei do meu namorado, com quem eu ia casar dentro de um ano... – Acabei com tudo, mandei-o pastar e para mim chega, essa foi minha última experiência com eles, agora quero viver”, concluiu.

Era aqui que eu queria chegar, leitora. Elas confiam cegamente em seus namorados e maridos, fazem sexo sem cuidados, sem camisinha e viram alvos fáceis dos “lixos” que eles podem passar deles para elas. Sem camisinha, querida, nem que o cara esteja pintado de ouro. Ou esse cuidado ou perder o sono para o resto da vida. Muitíssimos namorados e maridos (como saber?) traem, sim, pulam o muro, mas ai delas que tentem fazer o mesmo. E muitas traições começam pelo WhatsApp... E otárias pesam que eles estão se divertindo com piadas dos amigos. Ingênuas.

Vergonha

Conheci um agente de turismo dos Estados Unidos que me disse: - “Não educamos nossos filhos para limpar pratos e banheiros, dependemos dos estrangeiros”. Pura verdade. E vem daí a razão de tantas famílias mandarem seus filhos todos os anos aos Estados Unidos para “intercâmbios”. Mentirosos, os filhos vão lavar pratos e banheiros para os americanos. Depois voltam dizendo que têm experiência internacional. Sei...

Falta dizer

Os boçais que dizem que maus-tratos aos animais é “crime de menor poder ofensivo” – com pena leve - têm que ser tratados como animais, a pena dos agressores será leve... Abram o olho...