Se você não gosta de cachorros não precisa virar a página, não vou falar de cachorros, vou apenas dar um deles como exemplo sobre onde desejo chegar. Foi assim...

Fui à janela da minha sala de estudos e trabalho, olhei para o pátio e vi o Joãozinho. Um dos meus três vira-latas amorosos. O Joãozinho estava encostado à uma parede e com os olhos semicerrados, tinha decidido dormir. Observei o Joãozinho e pensei: - Bem diferente de mim, nenhuma inquietação naquele coraçãozinho, não passa pela cabeça dele que se eu não lhe der água e comida ele não terá de onde tirar.

Imagine um ser humano na mesma situação, o sujeito entra em desespero... Quer dizer, os bichos são felizes, pelo menos se comparados a nós que vivemos ou olhando para o passado ou nos jogando na inutilidade do futuro, afinal, quem conseguiu “confirmar” o futuro até hoje? O futuro é apenas uma ideia, sim ou não, tudo vai depender. Mas depender do quê? Na resposta está a matriz da infelicidade humana...

Mas não era disso que eu queria falar, é que quando fui para a janela e dei com o Joãozinho quase dormindo, eu acabara de consultar um site de notícias, de jornalismo.  E ficara com esta manchete na cabeça: - “Dominar a mente é a chave para quem quer ser rico e bem-sucedido”. Pensei de imediato: - O Joãozinho controla a mente dele. Não controlasse, estaria no desespero de saber-se um dependente de vontades alheias...

O Joãozinho é feliz. Mas o que me incomodou na notícia, essa do ficar rico pelo controle da mente, é que ninguém coloca em destaque numa notícia qualquer sobre a importância de controlar a mente “simplesmente” para que sejamos felizes.

Afinal, não há outro meio de ser feliz senão pelos pensamentos. Mas os pensamentos humanos, se não formos muito bem-educados para controlá-los, vão sempre nos empurrar para um buraco, para uma encrenca do passado ou uma encrenca futura. O Joãozinho nem sabe o que é isso, eu sei, mas o “animal” é ele... Será?

Desliguei o site de notícias e bufei, nunca nos dão alentos sobre a felicidade por si mesma, sempre ela precisa estar atrelada a algo, a uma conquista qualquer, nunca apenas a nós mesmos. Saí da janela, fui achar o que fazer e morder os beiços de inveja do Joãozinho...

Perdão

Pai, perdão por eles. É que acabei de ouvir um representante da área hoteleira do Estado dizendo que as pessoas podem pagar suas estadas (estadias é errado dizer) nos hotéis em até 10 meses. Pode uma estupidez dessas? O sujeito não tem onde cair morto e sai para se refestelar sem dinheiro? E depois vai se queixar do governo? Falta de vergonha na cara. Vale para muita gente metida a boa...

Elas

A reportagem tinha por título – “Nova geração de mulheres busca uma conquista de cada vez”. E no texto, lia-se: - “A nova geração de mulheres busca se organizar mais que suas mães e avós; quer desenvolver o “eu” profissional antes de casar e ter filhos”. Discordo. Seria saudável se as mulheres mantivessem esse propósito depois de casar e ter filhos, mas não. Casamento e filhos matam-nas a carreira. O que pode sobrar são trabalhos/bicos, mais ou menos isso, carreira não.

Falta dizer

Cada vez mais comum camaradas com carros velhos/pobres com as identidades de marca e modelo retiradas da parte de trás dos veículos. Visam a fugir de identificações frente a possíveis crimes de trânsito. Eles têm que ser “pegados”, para a devida “coça”. Ordinários!