Gente tóxica

Colunistas

Por: Luiz Carlos Prates

terça-feira, 04:00 - 14/06/2016

Luiz Carlos Prates
Eu ia falar apenas sobre colegas “tóxicos”, mas lembrei que os colegas são também pessoas que vivem em famílias, têm amigos, andam para lá e para cá, logo, não são apenas colegas tóxicos, são pessoas tóxicas. E precisamos ter muito cuidado para nós mesmos não ser pessoas tóxicas. Afinal, é bom não esquecer que um dia alguém já disse que – o inferno são os outros. Ora, levado esse conceito ao rigor da interpretação, nós somos os outros dos outros, somos, por isso, o inferno deles. E é verdade. Então, cuidado! E o que são pessoas tóxicas? Meu primeiro exemplo vem mesmo do ambiente de trabalho, onde passamos as melhores horas do nosso dia dos melhores anos de nossas vidas... Vivemos cercados por colegas. E o que mais abunda nos corredores das empresas são colegas tóxicos, aqueles que vivem falando mal da empresa, aborrecidos com o salário, fuxicando de outros colegas, detestando ter que atender os clientes da empresa, são, enfim, daquelas pessoas que dizem que sucesso na vida é sorte. Não querem admitir que sucesso é colher o que foi semeado. Claro, temos esses tipos, pessoas tóxicas, na família. Tios, avós, pai, mãe, irmãos, alguém sempre falando da saúde ruim, da vizinha chata, do bairro pobre, da casa desconfortável, do carro velho, da antipatia do homem do supermercadinho, de tudo. Gente chata, desagradável, um porre. E o pior dos tipos é aquele “familiar” que só fala de problemas de saúde, dele/dela/, é claro. E temos que ouvir, se não o fizermos seremos grosseiros, egoístas, diabos mesmo... E marido ou mulher tóxico? Divórcio alinhado logo ali adiante. E é o que mais existe. E esse tóxico pode ser coisa aparentemente pequena, ele só quer saber de futebol ou de humor barato na tevê, som no carro, bermuda atirada, aquilo... e ela só quer saber de tolices das amigas, consumos inúteis, redes (nada) sociais com “amigos” e desconhecidos, tudo gente vazia, enfim, o que bem sabemos. Agora, também tem uma coisa: se você elevar um “pouquinho” o nível de suas conversas, resultantes de suas leituras e apreços por valores um “pouquinho” mais altos, prepare-se: vai ver o círculo de “amigos” cada vez menor... Os “tóxicos” estão no poder e elegem quem bem entender... entre outros tóxicos, bem entendido. Razões Sobre o assunto anterior, é facílimo acabar com os atrasos no Brasil. Muito fácil, com disciplina militar. A começar pelo professor na faculdade que chega bem depois ou bons minutos depois do horário, e sem falar nos alunos. Fácil acabar com isso: alguém mandar começar a aula, a reunião, a palestra, a cerimônia, o que for, sem a presença da “autoridade” atrasada, na verdade um sujo que não respeita horários. Aprenderá ligeirinho se começar a ser deixado do lado de fora. Seja quem for. Atrasados agem como os corruptos, apostam que nada lhes vai acontecer... Falta dizer Estuprador tem que ser “ tornado incapaz de sexo”; além disso, pegar pena perpétua. Ou então... Sem discussão. É crime premeditado, de sangue ruim. “Inteiro” não pode continuar...
×