O ser humano é muito intrigante, todos nós. Olhado rapidamente, o ser humano é altamente paradoxal, busca, por exemplo, a felicidade num espinheiro. E não vamos longe, existem na psicopatologia os masoquistas, os que chegam ao prazer pelo sofrimento...

Não são casos clínicos? Mas todos nós temos um pouco desse masoquismo, e não adianta alguém chiar, tem sim, todos temos alguns traços de desvarios dentro de nós. É bom mudar de assunto. Mudar de assunto? Negativo, vamos, isso sim, a mais uma prova da insanidade humana.

Australianos, da Universidade Nacional da Austrália, fizeram uma pesquisa sobre felicidade no trabalho. Você sabe que as pessoas razoavelmente equilibradas trabalham. E que nesse trabalho passam as melhores horas dos seus dias, dos melhores anos de suas vidas.

Ai de quem não trabalhe na vida. Vamos à pesquisa. A pergunta base da pesquisa era esta: - “Ficar desempregado é melhor do que sofrer no trabalho”?

Antes de dizer do resultado da pesquisa, uma pergunta: o que é sofrer no trabalho?

Ademais, em torno de 80% dos que trabalham sofrem no trabalho, são os que trabalham só pelo salário. E não me venha alguém, falso ingênuo, a perguntar porque outra razão alguém trabalharia se não pelo salário...

Pois, na pesquisa australiana apareceu como resposta que sim, que estar desempregado é melhor do que sofrer no trabalho.

Não vou entrar em detalhes, não tenho tempo, mas a primeira questão que levanto é que ninguém é obrigado a fazer o que faz, tampouco aceitar o salário que recebe. Se a pessoa aceita a ambas e “desagradáveis” condições, a culpa é dela, só dela.

Os australianos perguntaram ainda: - Então desemprego é a mesma coisa que emprego ruim? E a resposta de maioria foi: - Não, emprego ruim é pior que desemprego. E muitos acrescentaram que emprego ruim faz a pessoa perder a saúde mental...

Ah, é? Que interessante, então, deve ser isso o que está acontecendo em Brasília, muitos estão sem juízo, deve ser o trabalho ruim deles...

Ruim, mas com todas as mordomias e penduricalhos com que a “plebe”, os trabalhadores, nem sonha. Dizer que emprego ruim (que é de responsabilidade do empregado) é pior que desemprego é de pedir para sair. É ir lá fora tomar uma gelada... A estupidez é mundial.

Dúvidas

Diante de um desafio, a dúvida é uma derrota prévia, só por um acidente das estatísticas a pessoa vencerá.

Vale para um concurso. Será que vou passar? A certeza tem que vir da preparação, dos estudos.

O sujeito vai tomar um comprimido para uma dor... Será que vai funcionar? Melhor nesses casos é nem tentar. As certezas aprovam, curam; as dúvidas reprovam, matam...

Certezas

Psicólogos americanos, eles são os caras, já fizeram incontáveis testes com namorados, depois noivos e por fim casados.

E por escassos momentos erraram nos prognósticos sobre se a união ia dar certo ou não. E tudo por observações de alguns poucos minutos da conversa dos até então pombinhos.

Valores e caráter pessoais apontam para o céu ou para o inferno na união, hoje quase só apontam para o inf... São os mandriões e mandrionas que andam por aí, mentindo e posando. Bah!

Falta dizer

As TVs mostram imagens e as notícias chegam de todos os cantos.

Brigas por causa do não uso da máscara de parte de idiotas, eles e elas, que se querem fazer valer pela estupidez.

Em todos os casos, esses tipos têm levado um pau. Ótimo, que continue assim. O tosco tem que sentir a “pua” de sua estupidez.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul