Acabei de ler uma notícia, fiquei extremamente irado e lembrei em seguida de uma velha história, história que já contei aqui. É a história de um rei que foi visitar um presídio. O diretor do presídio colocou todos os presos no pátio, lado a lado um do outro. O rei começou por uma ponta da fila a perguntar pelo nome e pelo crime cometido pelo detento. Todos diziam-se inocentes, foram vítimas de erro judiciário, confundidos com outra pessoa, vítimas da inveja e das mentiras alheias, enfim, ninguém se via culpado de nada naquele presídio... a exceção do último dos presos, o que estava lá na ponta. Quando o rei chegou na frente desse preso também a ele perguntou: - O que fizeste para estar aqui? E o preso respondeu: - “Sou um vagabundo, majestade; sou um ladrão, sou um mau-caráter, não presto!”... O rei ouviu aquilo e falou ao diretor do presídio: - “Solte imediatamente este homem, ele vai corromper os outros que aqui estão...”. Sim, você pode lembrar dos vagabundos acusados (e culpados) na Lava Jato, todos se dizem “inocentes”, todos são pessoas limpas, confiáveis... Vagabundos ordinários! Vim até aqui para dizer que a brasileirada, por maioria, não presta. A DataFolha acaba de publicar pesquisa popular onde apareceu que 47% dos brasileiros estão se sentindo envergonhados de serem brasileiros. Mentirosos. Traem as mulheres no Whatsapp, furam filas, faltam ao serviço mentindo que estavam doentes, fazem corpo mole no serviço público ou no privado, colam nas provas da faculdade, cometem intencionais delitos de trânsito, não educam os filhos ou não respeitam pai e mãe... pintam e bordam e dizem-se envergonhados de serem brasileiros... Canalhas. Ademais, os erros dos outros não nos podem envergonhar. É como aquela velha história dos tribunais, o machinho de m... era deixado pela mulher, a mulher ia ter com outro e o machinho a matava. Dizia-se no tribunal, e os machistas aceitavam, que era crime de defesa da honra... Desde quando “outra” pessoa pode nos manchar a honra pessoal? Safados, daquele tempo e de hoje. Ah, e tenho comigo uma pesquisa do Ibope que diz que 75% dos brasileiros se tiverem uma oportunidade de cometer irregularidades no serviço público, cometerão. Admitiram, os indecentes. E agora vêm com essa lorota de dizerem-se, de todas as classes, envergonhados de serem brasileiros. Que falta de espelho e de laço. Laço trançado. Verdade Baltazar Grácian, padre jesuíta, filósofo, erudito e “subversivo” para os padrões religiosos do ano de 1601... dizia que temos que ter em dobro tudo o que temos... Falei disso dia destes para uma jovem mulher, depois de uma palestra que fiz, e ela arregalou os olhos: tudo em duplo? Não sei o que ela pensou, mas Baltazar não estava de todo errado... No que você pensou? Você, hein? Falta dizer Desliguei a tevê. Desliguei desejando que dois caras caíssem de seus cavalos e quebrassem o pescoço. Estavam correndo, cercando um novilho indefeso num rodeio. Arderão no inferno. E no inferno serão o “novilho”...