Elas e as frases

Colunistas

Por: Luiz Carlos Prates

terça-feira, 04:00 - 15/03/2016

Luiz Carlos Prates
Sei que muitas me vão mandar longe... paciência, são aquelas que quando humilhadas acham que é natural, que os homens são assim mesmo... Acabei de ler sobre violências contra as mulheres, mas nestes casos violências verbais, desrespeitos de rua, algo que homens vagabundos e de mente estreitam acham que é natural. Quem dá direito a um zé-qualquer, tenha o título e o dinheiro que tiver, quem dá a ele o direito de fazer frases à uma mulher que passa por ele na rua? Vou lhe repassar, leitora, algumas dessas frases, as mais repetidas, frases que humilham, que reduzem a mulher a objeto de uso desses “nadas”. Aqui vai, na ordem em que aparecem nos estudos que foram feitos por um instituto de São Paulo, não lhe revelo o nome, não vem ao caso e sabes como é... Como disse, pela ordem, estas são as frases mais ditas às mulheres que passam: - Linda – Gostosa – Delícia – Princesa – Nossa Senhora – Ô, lá em casa – Boneca – Vem cá, vem – Te pegava toda – Te chupava toda – e outras mais e menos bagaceiras. Claro que não vai faltar mulher que não se respeita para dizer que ser chamada de Princesa é elogio... Em condições adequadas, sim, concordo, mas não por um chulé qualquer que passa na calçada. Engraçado, toda vez que falo disso lembro de uma mulher gaúcha, que foi radioatriz, fazia novelas no rádio e que não raro era “elogiada” por velhos na Rua da Praia, em Porto Alegre. Ela era um tanto interessante, mas isso não dava direito a velhos desocupados dizer o que bem entendessem quando ela passava. Numa dessas vezes, ela parou na calçada da Rua da Praia, a mais chique de Porto Alegre de então e começou a gritar: - Socorro, velho tarado, socorro, velho tarado! Foi um bafafá, imagine. O velho enfiou a cara no esgoto. Que coisa bem-feita. Claro, só uma “louca” para fazer isso, mas era o que todas as mulheres tinham que fazer com esses ordinários que dizem gracejos a elas quando andam pela rua. E sei que não adianta ir em frente com esta conversa, algumas, poucas, me darão razão, a maioria está me mandando longe. São, mais das vezes, as que são humilhadas em casa e não reagem aos tipos com quem se juntaram... Ah, quase esquecia, “frases” são mais que válidas, são indispensáveis na hora certa e sussurradas no ouvidinho...

LEIA A COLUNA COMPLETA NA VERSÃO DIGITAL DO JORNAL O CORREIO DO POVO

×