Desconfiar nunca foi crime. O crime pode estar na ingenuidade. Digo isso, leitora/or, para dizer que se eu estivesse no lugar do Papa Francisco cheiraria longamente a comida antes de comê-la... Bah! O Papa é simpático, culto, atualizado e revolucionário diante dos padrões arcaicos da Igreja. E bota arcaico nisso, como se dizia lá na porta do Botequim São Jorge. O Papa quer mulheres ministrando os sacramentos. Sacramentos? Vá lá, sacramentos. E pela audácia, Francisco está na linha de fogo de vários cardeais “inimigos”, inimigos no bom sentido... Quando quero, sou muito irônico. Ah, um chicote bem transado... O Papa sabe que as mulheres são mais que os homens, em tudo; sabe que elas sustentam as igrejas, todas, sem exceção. Sem as mulheres não há igrejas, dízimos, nada... E acabo de reler uma frase do magnífico Oscar Wilde, aquele irlandês fino, culto, ousado, “petulante” para os trouxas da época dele, isto é, os homens, por maioria. Wilde disse, e isso está no livro “Oscar Wilde – aforismos” que – “Ninguém consegue alcançar o sucesso de verdade, no mundo, se não tiver o apoio das mulheres, pois as mulheres regem a sociedade”. E quem não sabe disso? Sem Maria não haveria mundo... Aliás, os maiores economistas do mundo sempre disseram que 75% de todo comércio mundial é decidido, direta ou indiretamente, pelas mulheres. Sem elas o mundo econômico quebra em 3 horas... Já contei aqui que quando estava me preparando para estrear na TV – Jornal do Almoço, da RBS-TV de Porto Alegre - ao meu lado estava a magnífica apresentadora Tânia Carvalho. Ela me olhou, me viu passando pó no rosto e me perguntou se eu estava nervoso. Em seguida me disse a frase inesquecível: - “Olha aqui, guri, se as mulheres te aprovarem na TV tu vais ter uma longa carreira”. Mulher, sábia. Dia destes um babaca na televisão dizia, sorridente, que era pai de 5 filhos, homens. Coitado. Não sabe que se ele tiver muita sorte, apenas 1 desses filhos lhe vai apoiar na velhice. Já se fossem 5 mulheres, ah, papai, poderias relaxar, tua segurança de velho estaria plenamente garantida. Elas são a vida, a escada do sucesso dos homens inseguros mas que aparentam topete de coragem, elas são... as Mulheres. Mas os miseráveis misóginos “milenares” da Igreja as querem longe, e inventaram uma mulher como causa do Pecado Original. Ordinários. Causa Parece brincadeira, não é. Não me formei em Psicologia para ganhar dinheiro, mas para conhecer um pouco melhor as verdades humanas e contestar safados que jogam o jogo da indústria farmacêutica. Será que estou sendo claro? O que quero dizer é que a principal causa de morte no mundo é o pensamento. Chego a ruborizar, tamanha a obviedade. Obviedade que, todavia, poucos dela sabem e se sabem a desprezam... Segue. Falta dizer Estamos no Ano-Novo? Não existe ano novo, ano velho, não existe o tempo. Tudo invenção. O que existe é consciência e consciência é só no aqui e agora. Ou você age agora ou vai continuar gemendo. O tempo não tem nada a ver com nada.