Sim, qual é a resposta para a pergunta como vai a vida? A resposta pode ser múltipla e a que mais me irrita é aquela do – “Melhor estraga”, como se o melhor pudesse estragar alguma coisa, e depois a resposta pode passar pelo – Bah, um horror! São, já disse, múltiplas as respostas, poucos, todavia, me vão dizer que tudo está muito bem, poucos... Muitos, é verdade, estão bem mas não sabem disso... Temos, não raro, mais do que precisamos ou merecemos e disso não nos damos conta, não agradecemos ao nosso deus ou à vida por essas graças “despercebidas”. Mexendo nos meus implacáveis arquivos da vida, dei de cara com uma lista, antiga, das desculpas mais comuns de que nos valemos para não agir ou para justificar nossos maus momentos em nossas vidinhas. Vou lhe repassar a lista, apenas um resumo das mais frequentes, para você dar uma olhada, escolher a que mais se ajusta ao seu momento ou ao seu jeito costumeiro de ser, e depois lhe vou dizer o que fazer com a frase que você escolheu, frase de desculpa para não agir. Lá vai a lista, você escolhe a sua desculpa favorita. 1) “Estou bem assim” – bem uma ova! 2) “Não é para mim” – claro que é, estás jogando com uma desculpa por falta de coragem. 3) “Será que eu devo”? – tu sabes que deves... 4) “Acho muito arriscado” – ora bolas, arriscado é casar e a maioria quer entrar nessa... 5) “Deve ser caro” – caro é não tentar, agir. 6) Dá muito trabalho”, trabalho é nascer... 7) “Será que é hora”? – não, já é tarde, ora bolas... 8) “Estou muito velho/a”. – olha que eu digo o que fazer... 9) “Nunca tive sorte” – pensando assim, nunca vais ter... 10) “Não tenho jeito” – sem ousar e tentar, nunca terás... 11) “Minha cidade é pequena” – desculpe-me, mas pequeno/a és tu... 12) “Estudei pouco.” E daí, comeces agora, seja no que for. Enfim, a lista é interminável, você escolhe dessa lista a desculpa que mais se ajusta a você, escreva-a num papel, vá lá fora e toque fogo nesse papel, mande-o ao devido lugar, aquele, e parta para a reação: vai ser agora, de hoje para a frente, vou lutar, vou conseguir, afinal, os que venceram não têm nada que eu não tenha ou possa ter! Se fizeres isso, bingo, vais cruzar a linha dos vencedores da Pátria. Ah, a minha desculpa eu não pus na lista, que vergonha, só eu sei... Mas continuo lutando. Nojo Ele é médico (e daí?) “famoso”, aparece na TV, faz, pinta e borda, e dia destes, não tendo o que dizer, veio defender a Carne Fraca, isto é, o seu consumo. Não tinhas o que dizer, ô, estonteado? Ou tens outros interesses? Deves explicar melhor. Aliás, nenhuma explicação me convencerá, estamos entendidos? Acho bom. Falta dizer Frase antiga, jazia no fundo da minha caixa de frases recortadas de jornal – “A função da educação pública (escolas) é tornar o povo indócil e difícil de governar”. Agora me diga: qual foi o presidente que jogou duro, forte, por uma educação pública de qualidade? Nenhum. Safados, sei bem dos motivos: povo tosco vota toscamente, e eles, os safados, se eternizam no poder. Revolução... Já.