Tive um amigo, um tipo comum, sem que isso configure qualquer desdouro, que tinha uma formidável barriga. Uma barriga que era motivo de encrenca entre ele e mulher, claro, a mulher queria o bem do sujeito, daí que vivia reclamando para ele se cuidar mais e não comer tanta bobagem.

Esse amigo um dia me disse que era viciado em Maria... Ôpa, perigo na área, que Maria? Afinal, a mulher dele era Terezinha. Ô, Prates, calma, eu falo da Maria, a bolachinha! É sempre bom falar bem claro...

Resumindo, o cara comia por dia um “pacotinho” e meio de bolacha Maria. Tantas foram as pressões que ele um dia decidiu parar de comer essas encantadoras Marias... Não durou mais que um dia e pouco a abstinência, voltou furioso às Marias.

Até que um dia um padre deu a ele o grande conselho – Olha, amigo, nossas grandes e melhores mudanças ocorrem aos poucos, aos solavancos não vamos longe, que tal comer uma bolachinha a menos por dia?

Dito e feito, foi o que o companheiro começou a fazer. Uma a menos por dia, chegou ao topo de não abrir mais os pacotes. Vitória.

É isso, leitora, vim até aqui, passando por várias Marias, para dizer que aos poucos iremos longe. Bah, que vergonha fazer essa frase, mas conteste-a, quero ver! E vim até aqui para dizer que se alguém me disser que não pode fazer poupança porque o dinheiro é curto, pois aí está o desafio, guardar alguns poucos trocados todos os dias.

De repente, os pobretões da família já estarão por perto se insinuando, “não tens aí... uns... para me emprestar? Não, não tenho, cries vergonha na cara e faças poupança! Pouca coisa todos os dias é o muito de amanhã, mas as pessoas têm o veso de querer ou mudar tudo ou ter tudo de um dia para outro.

Às vezes vejo publicidades de imbecis dizendo que você pode perder 5 quilos em 10 dias ou coisa parecida... Até pode, mas ao custo da saúde ou da vida.

De vagar se pode chegar aos corpos de Apolo ou Afrodite, claro, num sentido figurado, e é isso o que os inteligentes fazem, vão de vagar, mas sem parar... Comece aos poucos, seja o que for, não pare e depois me mande dizer, leitora.... Apressados não vão longe.

Maldades

Vivo dizendo isso, mas é bom quando alguém com “crédito” diga o mesmo. Ouça o Papa – “Papa pede que religiões não sejam usadas para incitar violência”.

É o que mais fazem, senhor Papa, veja o que os “seus” fizeram com pessoas honestas e boas durante a Inquisição...

E quantas fazem isso por igual hoje? Razão? “Só o nosso deus é deus”... E eu digo, também não aceito “deuses” formados em contabilidade...

Vulgar

Não, não vou largar do pé delas, o pé até pode ser bonitinho, mas as cabeças, por favor... Ouça esta manchete com foto, site MSN – “Aos 41 anos, J.P. ostenta curvas poderosas em foto com maiô cavado”.

Foi numa praia do Rio. Sim, e o cérebro dela está poderoso também? E por que só elas têm que estar poderosas, sempre? E os cuecas-úmidas que não leem nem bulas?

Falta dizer

Ouça mais esta: - “Cálculo de medidor on-line da Rede de Escolas Públicas e Universidades e Grupo Ação-Covid-19 garantem que "mesmo com todas as regras de higiene e distanciamento, 46,3% dos alunos em aulas presenciais seriam infectados pela Covid-19”.

E eu acrescento: e matariam, por consequência, muitos nas famílias. Só negocistas querem aulas agora.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul