Durante séculos, milênios, a chamada medicina convencional fechou as portas para admitir a importância da psicologia nos males humanos. O tempo se arrastou pelos séculos com “médicos” broncos não querendo admitir (por medo da concorrência?) que a mente humana, os pensamentos, produzem doenças físicas, doenças de todos os incômodos e doenças mortais. Muitos ainda hoje resistem a admitir a psicossomática... E nem é preciso dizer que a maioria do povo também não acredita, essa verdade da vida não é passada adiante, por várias e muitas razões “comerciais”.

Acabei de ler um anúncio, desses anúncios típicos do mundo de hoje, louco, insano... O anúncio era de um produto sul-coreano. Dizia assim: - “Robô é criado para combater solidão”. Os caras criaram um robô que será um “ser” a distrair pessoas em solidão? E o que é solidão? É viver sozinho, é sentir-se só, é não ter ninguém por perto? Nada disso. Vive solidão quem não tem vida interior. E não será um robô, um “boneco” que nos vai tirar dessa solidão.

Quem tem vida interior não sente solidão? E o que é vida interior? É psicologia pura, sou eu comigo mesmo. E se esta relação de mim comigo mesmo não for boa, babaus, podem trazer a corte inglesa para a minha mesa que não vai funcionar. Se a minha cabeça não me faz feliz comigo mesmo, ninguém o fará, ninguém. Mas o que fazem muitos “especialistas em saúde” “racionais” da ignorância? Receitam remédios, produtos químicos para resolver uma questão emocional, mental,

psicológica, jamais vai haver cura. Todas as curas emocionais estão dentro de nós, de nossa cabeça. Se um viciado está combalido no vício não sairá dele por outras razões senão por si mesmo... Ou decide “mentalmente” mudar, ou apressará o caminho para a cova. – “Ai, que horror, Prates”! Horror é mentir.

A “depressão” está na moda, por exemplo. E será que algum trapalhão da Serra Pelada vai tratá-la com remédio? Faça-o, faça-o inteiramente com remédios e depois me mande dizer do resultado. Depressão é “crista baixa” por algum ou muitos desencantos emocionais na vida. Ou o “remédio” vem de um entusiasmo na mente do “paciente” ou não virá de nenhum outro jeito. Chega de trapaças, à verdade, companheiros! Saúde mental é saúde física. Quem desmentir é... (o pior que pensei).

Eles

Todos os dias, ficamos sabendo da morte de uma pessoa ou rica ou famosa. De nada lhes adiantou o dinheiro ou a fama. Alguém pode dizer que esse é o destino humano de todos. Ocorre que são pessoas que morrem “cedo”, o dinheiro ou a fama não lhes salvou. E a cabeça dessas pessoas, será que não lhes poderia ter dado mais vida? Tamborilemos os dedos...

Tédio

Tédio, você sabe, é uma rotina sem graça, tudo vai e vem do mesmo jeito, só que... As lentes desse vai e vem dependem do modo como nos vemos no dia a dia da vida. Costumamos nos ver sem atrativos, sem motivações, uma linha reta... Há saída? Há, achar alguma coisa para fazer que nos embale, encante, distraia

no bem. Restaurantes, festinhas ou parecidos continuam sendo rotina, tédio. Só a descoberta de um encanto nos tira da rotina e eleva.

Falta Dizer

Fico furibundo com esses estúpidos que vêm dizer que as florestas pegam fogo por combustão espontânea... Venham dizer isso na “minha” delegacia, venham! Vão aprender o que é “combustão” espontânea. Bandidos estão pondo fogo nas matas brasileiras, bandidos. Pegá-los e fazê-los rodopiar, para que peguem um ventinho “na cara”..

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger