Em mais uma denúncia enviada ao Tribunal de Contas, os sindicatos dos eletricitários ligados a Intercel questionam agora uma viagem do presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, a Paris, em 2019. No documento eles cobram a falta de justificativas e de transparência com o gasto.

Em janeiro deste ano, a classe já tinha levantado suspeita de conflitos de interesse no ato de nomeação de Clecio, que na época seria empregado de uma concorrente da estatal catarinense.

Disputas entre a cúpula da Celesc e a classe trabalhadora não são novidades. No entanto, chama a atenção que em curto intervalo de tempo a Intercel tenha conseguido espaço para investigar e tornar públicas tais denúncias. E estranha o silêncio e a falta de articulação da diretoria da Celesc em contrapor as acusações.

Para a maior estatal catarinense, que negocia ações na Bolsa e acumula um patrimônio gigantesco, gestão e governança não podem apenas ser um lema para as diretorias, isso precisa ser evidenciado.

Na terça, após a segunda denúncia vir à tona, a diretoria da Celesc se apressou em divulgar despacho do MPSC de 14 agosto que indeferiu a notícia de fato das irregularidades na nomeação de Poleto. A mesma denúncia deu entrada na Alesc e no TCE, neste último foi aceita em julho deste ano, mas o afastamento do presidente do cargo não foi acatado por entenderem não haver irregularidades na nomeação. No entanto, o processo segue na Corte de Contas para averiguação das suspeitas de conflitos de interesse.

 

Massa de ar polar avança sobre SC | Foto Ricardo Wolffenbüttel/Secom

Frio e neve

A partir do fim do dia de quarta-feira, a temperatura baixa de forma acentuada e uma intensa massa de frio de origem polar avança pelo estado. À noite, há chance de neve no Planalto Sul. Em áreas altas do Oeste, Meio-Oeste e Planalto Norte pode nevar na sexta-feira, 21, com chance de acúmulo significativo especialmente no Planalto Sul.

 

Combate

Ministério Público vai criar uma terceira promotoria na defesa da coisa pública com atuação estadual. A nova sessão, que não vai acarretar e mais custos, vai atuar diretamente em contratos e procedimentos de licitação da administração indireta do Executivo estadual e de poderes autônomos do estado.

 

Água Mineral

A Associação Catarinense das Indústrias de Água Mineral (Acinam) iniciou uma campanha pela priorização do consumo da água produzida em SC. A campanha vai reforçar o papel do setor para a economia catarinense. A entidade representa 18 empresas da indústria de água mineral.

 

Mulher se valeu do sinal vermelho para denunciar as agressões | Foto Freepik

Sinal para a violência

No mês passado, na comarca de Ituporanga, foi registrada a primeira ocorrência de violência doméstica atendida pela Polícia Militar em que a mulher se valeu do sinal vermelho para denunciar as agressões do marido. A campanha “Sinal Vermelho para a Violência”, lançada no mês de julho, tem conseguido forte adesão de farmácias e drogarias, previamente cadastradas, para receberem denúncias de mulheres vítimas de violência. Para denunciar, as mulheres podem fazer um xis com batom vermelho (ou com qualquer outro material) na palma da mão ou num pedaço de papel e mostrá-lo ao atendente, que acionará a Polícia Militar.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp