Imagem Brazil Cartoon
Imagem Brazil Cartoon

Algo parece incontestável: burro, o nosso presidente não é, e muito menos carente de estratégias. Ele é muito esperto, tem visão periscópica, desenvolveu alta sensibilidade a tudo e a todos e blinda-se, cada dia mais, a oposições de toda ordem e origem, pela sua determinação de seguir seu rumo, certo ou errado, mas logo conhecido por todos.

Ademais, como grande líder, montou um equipe de ministros da mais alta qualificação, como por exemplo, o Moro (Justiça), o Guedes (Economia), o Mandetta (Saúde), o Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), a Tereza Cristina (Agricultura), etc.

Mas, onde este articulista quer chegar? Recorra-se, inicialmente, à expressão popular brasileira “Boi de Piranha”, utilizada em situações onde um bem menor e de pouco valor é sacrificado, para que, em troca, outros bens mais valiosos não sofram dano.

Também pode se referir ao sacrifício de um indivíduo na tentativa de livrar outro indivíduo de alguma dificuldade.

A expressão origina-se do meio pecuarista, em referência a uma situação onde criadores de gado, ao atravessar um rio infestado de piranhas, abateriam um dos bois, já velho e/ou doente, atirando seu corpo, sangrando, ao rio, para atrair os peixes carnívoros, enquanto os peões cruzavam o rio com o restante do rebanho.

Assim, permito-me perguntar: se o Bolsonaro elegeu-se contra todas as previsões, teve capacidade de montar em seu entorno uma equipe de valor (de militares e profissionais das diversas áreas) e, agora, é bombardeado, de todo lado, pelas bobagens que clama, até sendo considerado, por isso, um idiota, um despreparado; será que tudo isso, não é, uma estratégia superinteligente, apoiada na popular expressão ‘boi de piranha’?

Ou seja, enquanto ele está sendo o foco das atenções, por seu papel escandaloso, a sua equipe, nos bastidores e no silêncio obsequioso, continua conseguindo dar o melhor de si para o país.

Ou seja, como o Bolsonaro, burro não é, é de se desconfiar que ele está, eventualmente, pondo muitos inadvertidos (e, usando trocadilho popular) no bolso!!!

Isto é, enquanto as ‘piranhas devoram o boi escolhido’ (o presidente), os demais (ministros) ‘passam pelo rio e seguem a caminhada sem dificuldade’. Golpe de Mestre!!!

Disponível para compra na Grafipel, em Jaraguá do Sul. Também com dedicatória personalizada, diretamente com o autor.

Emílio da Silva Neto

Dr.Eng. Industrial, Consultor/Conselheiro/Palestrante/Professor (*) Sócio da ‘3S Consultoria Empresarial Familiar’ (especializada em Processo Decisório Colegiado, Governança, Sucessão, Compartilhamento do Conhecimento e Constituição de Conselhos Consultivos e de Família). Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento

Curriculum Vitae: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4496236H3

Tese de Doutorado: http://btd.egc.ufsc.br/wp-content/uploads/2016/08/Em%C3%ADlio-da-Silva.pdf
Contatos: emiliodsneto@gmail.com | (47) 9 9977-9595 | www.consultoria3S.com