Foto Divulgação

Foto Divulgação

O ser humano tem por hábito delegar aos outros as suas próprias culpas. Geralmente, temos alguém para culpar pelas nossas escolhas, nossos tropeços e nossos erros. Isso vem desde Adão e Eva, que culparam a cobra e não assumiram seus pecados.

Assim também o fazemos com o nosso país. Todos se dizem preocupados com o futuro, todos nos sentimos indignados com a corrupção, com os desvios, com as trapaças e maracutaias no Congresso. Todos nós queremos mudanças!

Ouço todos os dias as pessoas dizerem que precisamos renovar tudo, que precisamos de um novo Congresso, de novas lideranças, que precisamos isso ou aquilo. Mas o que fazemos para mudar o sistema?

Na obra “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri, no capítulo destinado ao Inferno, o autor lembra que “o lugar mais quente do inferno é reservado aos insossos”; aqueles que lavam as mãos, que não se importam, que não participam, que abrem mão de serem agentes transformadores.

Pesquisando o resultado das eleições de 2014, descobri que 123 candidatos a deputado federal receberam votos nas urnas de Jaraguá do Sul; também descobri que 12.239 eleitores (12,99%) votaram em branco, 8.127 eleitores (8,63%) votaram nulo e que 16.236 (14,70%) se abstiveram de votar para deputado federal nas eleições de 2014; ou seja, só em Jaraguá do Sul 36.602 eleitores lavaram as mãos, simplesmente viraram as costas para um assunto que é de suma importância para a nossa região.

Os percentuais das cidades vizinhas não são diferentes.

Particularmente, acredito que a ausência de candidatos originários da cidade naquele pleito possa ter sido um dos motivos de tamanho desinteresse.

Para você, eleitor, quero contar um segredo. Independentemente de você achar que é seu direito protestar votando nulo, branco ou não comparecendo às urnas, 16 deputados federais serão eleitos no dia 7 de outubro, além de 40 deputados estaduais e demais cargos.

Será importante que entre os deputados federais eleitos estejam os candidatos da nossa região. Precisamos eleger pessoas que possam dividir conosco todos os dias os mesmos sentimentos de transitar em uma BR-280 congestionada, perigosa, que impede o crescimento de nossas empresas, que dificulta a geração de empregos e, o que mais me entristece: mata nossos pais, irmãos, filhos, amigos.

Precisamos eleger pessoas que usem da BR-280 toda semana como nós; e não que venham ao Vale do Itapocu apenas em datas festivas e de helicóptero pago com os nossos impostos.

Brasília, em Florianópolis, que saibam e conheçam as necessidades dos nossos hospitais, a realidade de nossas escolas. Precisamos de pessoas que possamos encontrar com facilidade para reclamar, cobrar; ou seja, pessoas próximas.

Pense nisso antes de dar seu voto a alguém de fora ou fazer como Pôncio Pilatos e lavar as mãos para as eleições. Lembre-se: você mora aqui e também é responsável pelo que acontece com todos.